AÇÃO DO PARASITÓIDE Anastatus sp. (EUPELMIDAE - HYMENOPTERA) EM OVOS DE Dirphia rosacordis WALKER, 1855 (LEPIDOPTERA - SATURNIIDAE) EM PEQUIZEIRO (Caryocar brasiliense CAMBESS)

Autores

  • Antônio Henrique Garcia UFG

Palavras-chave:

Parasitóide, ovos, Caryocar, Anastatus

Resumo

A ação do parasitóide Anastatus sp. sobre os ovos da D. rosacordis, importante desfolhadora do pequizeiro (Caryocar brasiliense Cambess), foi estudada em ovos coletados no campo e em ovos originados da criação em laboratório. Os ovos foram coletados nos municípios de Hidrolândia, Senador Canedo e Goiânia, Goiás, no início de setembro. Nessas regiões a D. rosacordis apresenta duas gerações, setembro e dezembro. Foi mantida uma criação da D. rosacordis sobre folhas do pequizeiro em condições de laboratório para obtenção de ovos. Os parasitóides emergidos dos ovos coletados no campo foram liberados sobre as massas de ovos obtidos no laboratório. Todas as observações de laboratório foram realizadas sem controle de temperatura, umidade relativa e fotoperíodo. Entre 1.346 ovos obtidos em condições de laboratório, 44,3% foram parasitados, 40,2% foram viáveis e 15,4% não viáveis. Dos 697 coletados no campo, 25,5% estavam parasitados, 58,9% foram viáveis e 15,6% não viáveis. Entre os ovos parasitados foram observadas 83,4% de emergência dos adultos do parasitóide. Estes dados sugerem a possibilidade da utilização desse parasitóide para o controle desta lagarta desfolhadora do pequizeiro, que também causa sérios danos à cultura de Eucalyptus sp., principalmente em Minas Gerais.

PALAVRAS-CHAVE: Parasitóide; ovos; Caryocar; Anastatus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-12-2007

Como Citar

GARCIA, A. H. AÇÃO DO PARASITÓIDE Anastatus sp. (EUPELMIDAE - HYMENOPTERA) EM OVOS DE Dirphia rosacordis WALKER, 1855 (LEPIDOPTERA - SATURNIIDAE) EM PEQUIZEIRO (Caryocar brasiliense CAMBESS). Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 25, n. 2, p. 161–164, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2920. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico