Eficiência do uso da radiação solar e índices morfofisiológicos em cultivares de feijoeiro

Autores

  • Gisele Carneiro da Silva Teixeira Universidade Federal de Goiás (UFG), Escola de Agronomia, Goiânia, GO, Brasil.
  • Luís Fernando Stone Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Arroz e Feijão), Santo Antônio de Goiás, GO, Brasil.
  • Alexandre Bryan Heinemann Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Arroz e Feijão), Santo Antônio de Goiás, GO, Brasil.

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris L., ecofisiologia, análise de crescimento vegetal.

Resumo

A cultura do feijoeiro apresenta ampla adaptação edafoclimática, o que permite o seu cultivo durante todo o ano. Contudo, para obterem-se bons patamares de rendimento econômico, é fundamental compreender os processos que afetam o crescimento e desenvolvimento da cultura, em diversos ambientes. Este estudo objetivou comparar duas cultivares de feijoeiro (BRS Radiante e Pérola), contrastantes no ciclo e hábito de crescimento, por meio de índices morfofisiológicos e eficiência de uso da radiação solar. Determinaram-se as seguintes características: coeficiente de extinção de luz, eficiência no uso da radiação, desenvolvimento fenológico, índice de área foliar, massa de matéria seca total, taxa de crescimento da cultura, taxa de crescimento relativo e partição da massa de matéria seca. A cultivar BRS Radiante apresenta maior vigor, quando comparada à cultivar Pérola, devido ao desenvolvimento fenológico inicial mais rápido e maiores taxas de crescimento inicial e relativo. As cultivares não diferem quanto ao coeficiente de extinção de luz, embora apresentem diferença quanto ao índice de área foliar e arquitetura da parte aérea. A cultivar BRS Radiante apresenta maior eficiência de uso da radiação solar, resultando em maior produção de matéria seca ao longo do seu desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-02-2015

Como Citar

TEIXEIRA, G. C. da S.; STONE, L. F.; HEINEMANN, A. B. Eficiência do uso da radiação solar e índices morfofisiológicos em cultivares de feijoeiro. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 45, n. 1, p. 9–17, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/28297. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Produção Vegetal