INLUÊNCIA DO TEMPO DE DESCANSO “ANTE MORTEM” E DIETA DE MELAÇO SOBRE OS NÍVEIS DE GLICOGÊNIO MUSCULAR NA CARNE DE EQUINOS (Equus caballus)

Autores

  • César Augusto Garcia UFG

Resumo

Foram coletadas 48 amostras de músculos tríceps braquial e bíceps femural de vinte e quatro eqüinos machos, sem raça definida, adultos e com pesos aproximadamente iguais. Antes do abate, os animais foram divididos em seis lotes que tiveram descanso ante mortem de zero, seis, quatorze, dezoito e vinte e quatro horas respectivamente. O lote de animais que descansou por dezoito horas foi subdividido em dois sublotes, sendo que um deles recebeu dieta de solução aquosa a 5% de melaço. Todos os outros animais só receberam água e ficaram em jejum. Não se observou influência sobre o pH. O glicogênio foi dosado pelos métodos de Pfluger e Nelson. O lote que apresentou menores índices de glicogênio foi o que descansou por zero hora, enquanto que o lote que apresentou maiores índices de glicogênio foi o que descansou por vinte e quatro horas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-11-2007

Como Citar

GARCIA, C. A. INLUÊNCIA DO TEMPO DE DESCANSO “ANTE MORTEM” E DIETA DE MELAÇO SOBRE OS NÍVEIS DE GLICOGÊNIO MUSCULAR NA CARNE DE EQUINOS (Equus caballus). Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 17, n. 1, p. 59–66, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2495. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico