DIGESTIBILIDADE APARENTE DO FENO DE Brachiaria humidicola (Rendle) SCHWEICKERDT APÓS A COLHEITA DE SEMENTES

Autores

  • Celso de Paula Costa UFG
  • Beneval Rosa UFG
  • Benir de Oliveira UFG
  • Geisa Fleury Orsine UFG

Resumo

Objetivando avaliar a composição química e a digestibilidade aparente de feno de Brachiaria humidicola (Rendle) Schweickerdt, após a colheita de sementes, foi realizado um experimento nas dependências do Departamento de Zootecnia da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás. Utilizou-se quatro carneiros adultos, castrados, sem raça definida, com bolsas coletoras de fezes e alojados em gaiolas individuais de metabolismo durante 17 dias, sendo 7 de adaptação e 10 de coleta. A digestibilidade aparente da matéria seca (53,64%) concorda plenamente com o resultado encontrado "in vitro" (53,37%). Na base de matéria seca, o feno apresentou 53,40% de N.D.T., baixo nível de proteína bruta (3,03%) com baixo coeficiente de digestibilidade (11,88%). Nas condições do presente experimento conclui-se que a fenação da Brachiaria humidicola, após a colheita mecânica das sementes, prejudicou o valor nutritivo do feno, principalmente, a proteína bruta e sua digestibilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

19-11-2007

Como Citar

COSTA, C. de P.; ROSA, B.; OLIVEIRA, B. de; ORSINE, G. F. DIGESTIBILIDADE APARENTE DO FENO DE Brachiaria humidicola (Rendle) SCHWEICKERDT APÓS A COLHEITA DE SEMENTES. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 12, n. 1, p. 45–53, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2422. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico