ESTABILIDADE FENOTÍPICA EM GOIABEIRA (Psidium guajava L.) COM ÊNFASE EM PESO DE FRUTO, PRECOCIDADE E PERÍODO DE COLHEITA

Autores

  • Edvaldo Evangelista de Souza Júnior
  • João Batista Duarte
  • Lázaro José Chaves

Palavras-chave:

Interação GxA, adaptabilidade, melhoramento, Mirtaceae, goiaba

Resumo

A interação de genótipos com ambientes é de fundamental importância na manifestação fenotípica. A fim de verificar a estabilidade fenotípica de genótipos de goiabeira e identificar grupos de acessos com potenciais alternativos para o melhoramento genético e/ou para a exploração comercial, foram avaliados 63 acessos do banco de germoplasma do Instituto Agronômico (IAC, Campinas, SP). O período de avaliação compreendeu seis safras, de 1987 a 1992. A metodologia de regressão linear simples foi utilizada para estudo de estabilidade fenotípica no tempo. Os caracteres avaliados foram peso de fruto, duração de colheita e precocidade. Destacaram-se os acessos Campos e Creme Arredondada como de valores médios e estabilidade desejáveis para os três caracteres, além de acessos estáveis para dois caracteres simultaneamente e acessos estáveis para caracteres isolados.

PALAVRAS-CHAVE: Interação GxA; adaptabilidade; melhoramento; Mirtaceae; goiaba.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edvaldo Evangelista de Souza Júnior

Universidade Federal de Goiás, Goiânia-GO. (E-mail: edvaldoevangelista@yahoo.com.br).

Downloads

Publicado

19-11-2007

Como Citar

SOUZA JÚNIOR, E. E. de; DUARTE, J. B.; CHAVES, L. J. ESTABILIDADE FENOTÍPICA EM GOIABEIRA (Psidium guajava L.) COM ÊNFASE EM PESO DE FRUTO, PRECOCIDADE E PERÍODO DE COLHEITA. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 32, n. 2, p. 97–103, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2416. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico