NÍVEIS DE FÓSFORO E CALAGEM PARA SOJA E EFEITO RESIDUAL NO ARROZ, EM SOLOS DE CERRADO DO ESTADO DE GOIÁS

Autores

  • Gil Santos Secretaria da Agricultura do Estado de Goiás
  • Ildeu Matias do Nascimento UFG
  • Raimundo J. M. da Silva Secretaria da Agricultura do Estado de Goiás
  • Allert R. Suhet IPEACS
  • Paulo Augusto da Eira IPEACS
  • Johanna Dobereiner CNPq

Resumo

No presente trabalho são apresentados os resultados de experimentos de campo sobre níveis de fósforo e calagem, com a cultura da soja, em nove localidades do Estado de Goiás, e do efeito residual da adubação em cinco destas localidades com o plantio do arroz. Houve efeito linear do fósforo em sete dos experimentos com soja, efeito quadrático deste elemento em um deles e da interação fósforo calcário em outro. Nos experimentos com arroz, houve efeito linear do fósforo residual em três localidades e quadrático do calcário em uma. As melhores produções de soja e arroz foram 1,9 vezes mais altas que as médias de produção destas culturas no Brasil em 1969, apesar da estiagem prolongada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-11-2007

Como Citar

SANTOS, G.; NASCIMENTO, I. M. do; SILVA, R. J. M. da; SUHET, A. R.; EIRA, P. A. da; DOBEREINER, J. NÍVEIS DE FÓSFORO E CALAGEM PARA SOJA E EFEITO RESIDUAL NO ARROZ, EM SOLOS DE CERRADO DO ESTADO DE GOIÁS. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 7, n. 1, p. 23–44, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2268. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico