CALCÁRIO E GESSO COMO CONDICIONANTES FÍSICO E QUÍMICO DE UM SOLO DE CERRADO SOB TRÊS SISTEMAS DE MANEJO

Autores

  • Edgard Jardim Rosa Junior
  • Roone Maicon Gonçalves Martins
  • Yara Brito Chaim Jardim Rosa
  • Cassiano Cremon

Palavras-chave:

Manejo do solo, calagem, gessagem

Resumo

Amostras de um Latossolo Vermelho Distroférrico, coletadas sob três condições de uso, foram incubadas com calcário, em doses para a obtenção de 0%, 60% e 100% de saturação por bases, e com gesso agrícola, nas doses 0 kg ha-1, 500 kg ha-1, 1000 kg ha-1 e 2000 kg ha-1. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x3x4, com quatro repetições. Após a aplicação dos corretivos, as amostras de solo foram incubadas por um período de 45 dias. Em seguida, procederam-se as análises físicas e químicas especificadas. Observou-se que, independentemente do uso do solo, houve uma correlação inversa (r = -0,9801; p < 0,01) entre os valores de argila dispersa em água (ADA) e o grau de floculação. Em solos submetidos a culturas anuais, sem o uso de calcário, obtiveram-se maiores valores de ADA que naqueles submetidos à pastagem ou sob vegetação nativa. A calagem em solos sob pastagem, com doses para elevação da saturação de bases a 60%, proporcionou aumentos nos valores de agregados maiores que 1,0 mm. O gesso induziu aumentos no grau de floculação, independentemente da dose ou do tipo de uso do solo.

PALAVRAS-CHAVE: Manejo do solo; calagem; gessagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edgard Jardim Rosa Junior

Departamento de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (DCA-UFMS), Caixa Postal 533,
CEP 79804-970 Dourados, MS. E-mail jjunior@ceud.ufms.br

Downloads

Publicado

27-10-2007

Como Citar

ROSA JUNIOR, E. J.; MARTINS, R. M. G.; ROSA, Y. B. C. J.; CREMON, C. CALCÁRIO E GESSO COMO CONDICIONANTES FÍSICO E QUÍMICO DE UM SOLO DE CERRADO SOB TRÊS SISTEMAS DE MANEJO. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 36, n. 1, p. 37–44, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2170. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico