TAXAS DE DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DE ESPÉCIES DE COBERTURA EM LATOSSOLO VERMELHO DISTROFÉRRICO

Autores

  • Huberto José Kliemann
  • Antonio Joaquim Pereira Braga Braz

Palavras-chave:

Gramíneas tropicais, leguminosas tropicais, plantio direto, cerrados

Resumo

O experimento foi conduzido na Embrapa Arroz e Feijão, no município de Santo Antônio de Goiás-GO, em Latossolo Vermelho Distrófico, sob plantio direto. Empregaram-se as seguintes espécies vegetais: braquiária, braquiária consorciada com milho, guandu, milheto, capim mombaça, sorgo e estilosantes. A fitomassa foi cortada, deixada sobre o solo e coletadas amostras, que foram acondicionadas em saquinhos de náilon. Periodicamente os saquinhos foram pesados, para avaliar as perdas de massa das palhadas e as taxas de decomposição, até os 150 dias após o corte. Em termos de perdas relativas de massa das palhadas aos 150 dias, tomando como referência o tempo inicial, estabeleceuse a ordem decrescente: i) gramíneas – sorgo (80%) > capim mombaça (64%) > milheto (58%) > braquiária em cultivo solteiro (56%) e consorciado (48%); e ii) leguminosas – estilosantes (72%) > guandu (65%). Quando as perdas relativas de massa são projetadas para 360 dias, tomando-se como referência o tempo inicial, estabeleceu-se a ordem decrescente: i) gramíneas – sorgo e braquiária consorciada (86%) > capim mombaça (69%) > milheto (65%) > braquiária solteira (62%); e ii) leguminosas – estilosantes (83%) > guandu (79%).

PALAVRAS-CHAVE: Gramíneas tropicais; leguminosas tropicais; plantio direto; cerrados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Huberto José Kliemann

Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, Universidade Federal de Goiás. CEP 74001-970. E-mail: kliemann@agro.ufg.br

Downloads

Publicado

27-10-2007

Como Citar

KLIEMANN, H. J.; BRAZ, A. J. P. B. TAXAS DE DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DE ESPÉCIES DE COBERTURA EM LATOSSOLO VERMELHO DISTROFÉRRICO. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 36, n. 1, p. 21–28, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2165. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico