EFEITO DO ESPAÇAMENTO E DESBASTE NA PRODUÇÃO DA BANANEIRA DO CULTIVAR “MAÇÔ (Musa sp)

Autores

  • Lincoln F. Zica UFG
  • Salim Simão ESALQ

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo encontrar um espaçamento mais adequado, para conduzir os bananais do cultivar “maçã”, nas condições edáficas do Estado de Goiás. A experiência foi conduzida em solos sob cerrado, no município de Goiânia. Os seis tratamentos utilizados consistiram nas combinações de 3 (três) espaçamentos com dois sistemas de condução, i.e. com e sem desbaste. A análise estatística dos dados obtidos demonstrou não haver interação desbaste x espaçamento. Com base nos resultados e observações feitas durante a fase experimental, tiraram-se as seguintes conclusões: a) com o aumento da densidade de touceiras por unidade de área, há um aumento tanto do piso como do número de frutos produzidos; b) O uso do desbaste não altera a produtividade, nas condições do presente experimento; c) com a redução da área por touceira de 36 m² para 9 m², há um aumento na produtividade, sem prejudicar o tamanho dos frutos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

25-10-2007

Como Citar

ZICA, L. F.; SIMÃO, S. EFEITO DO ESPAÇAMENTO E DESBASTE NA PRODUÇÃO DA BANANEIRA DO CULTIVAR “MAÇÔ (Musa sp). Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 4, n. 1, p. 47–52, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2155. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico