DEFORMAÇÃO EM INFLORESCÊNCIA DE TABOA (Typha angustifolia L.) SUBMETIDA A ESGOTO SANITÁRIO

Autores

  • Rogério de Araújo Almeida
  • Luiz Fernando Coutinho de Oliveira
  • Huberto José Kliemann

Palavras-chave:

Análise foliar, tratamento de esgotos, zona

Resumo

A utilização de plantas no tratamento de esgoto representa uma tecnologia de baixos custos energéticos, que está se revelando como uma boa alternativa aos sistemas convencionais. Em vista dessa tendência, empregaram-se plantas de taboa (Typha angustifolia L.) num sistema de tratamento de esgotos do tipo zona de raízes. As plantas submetidas ao esgoto sanitário apresentaram 48,5% de inflorescências com deformações dos tipos dupla, tripla ou quádrupla. Não se verificaram diferenças nos teores de nutrientes nas folhas das plantas, com e sem deformação na inflorescência. Atribuiu-se a ocorrência de deformações ao efeito da aplicação do esgoto, uma vez que não se observaram plantas com inflorescências deformadas em ambiente natural.

PALAVRAS-CHAVE: Análise foliar; tratamento de esgotos; zona.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério de Araújo Almeida

Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, Universidade Federal de Goiás (EA-UFG), Caixa Postal 131

Downloads

Publicado

08-10-2007

Como Citar

ALMEIDA, R. de A.; OLIVEIRA, L. F. C. de; KLIEMANN, H. J. DEFORMAÇÃO EM INFLORESCÊNCIA DE TABOA (Typha angustifolia L.) SUBMETIDA A ESGOTO SANITÁRIO. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 37, n. 2, p. 125–129, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/1838. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Nota Científica