AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DO PÓ DA CASCA DE OVO E OTIMIZAÇÃO DA TÉCNICA DE ELABORAÇÃO DO PRODUTO

Autores

  • Maria Margareth Veloso Naves UFG
  • Carla Marques Maia Prado
  • Daniela Canuto Fernandes
  • Álvaro Bisol Serafini

Palavras-chave:

Cálcio, microbiologia de alimentos, análise

Resumo

A pesquisa teve o objetivo de analisar o perfil microbiológico do pó da casca de ovo de galinha distribuído a comunidades carentes, como fonte alternativa de cálcio, bem como otimizar a técnica de elaboração do produto, visando eficácia e segurança em termos higiênico-sanitários. A amostragem foi realizada em unidades de distribuição do programa Pastoral da Criança, da Igreja Católica, em Goiânia-GO, Brasil. Foram coletadas dez amostras do pó da casca de ovo, nos locais de produção e em diferentes momentos, nos meses de setembro a dezembro de 2001. Os resultados revelaram que algumas amostras apresentavam níveis consideráveis de mesófilos aeróbios, coliformes a 35ºC (totais), bolores e leveduras, não havendo, entretanto, contaminação por coliformes a 45ºC (termotolerantes), Staphylococcus aureus, Bacillus cereus e Salmonella sp. O pó da casca de ovo obtido segundo a técnica padronizada neste estudo, que incluiu essencialmente os procedimentos de lavagem das cascas, imersão em solução clorada, fervura, secagem e trituração, não apresentou contaminação por microorganismos. Assim, concluiu-se que a técnica otimizada assegura a eficácia do processamento e a qualidade higiênico-sanitária do produto.

PALAVRAS-CHAVE: Cálcio; microbiologia de alimentos; análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Margareth Veloso Naves, UFG

Fanut/UFG, Rua 227 Q. 68 s/n, Setor Universitário, C. Postal 131, CEP 74605-080 Goiânia-GO. E-mail: mnaves@fanut.ufg.br

Downloads

Publicado

08-10-2007

Como Citar

NAVES, M. M. V.; PRADO, C. M. M.; FERNANDES, D. C.; SERAFINI, Álvaro B. AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DO PÓ DA CASCA DE OVO E OTIMIZAÇÃO DA TÉCNICA DE ELABORAÇÃO DO PRODUTO. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 37, n. 2, p. 113–118, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/1836. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico