Preparo do solo e doses de nitrogênio em cobertura em arroz de terras altas

Autores

  • Antônio Eduardo Fonseca Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus)
  • Orivaldo Arf Universidade Estadual Paulista (Unesp)
  • Valdeci Orioli Júnior Universidade Estadual Paulista (Unesp)
  • Salatiér Buzetti Universidade Estadual Paulista (Unesp)
  • Ricardo Antônio Ferreira Rodrigues Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Palavras-chave:

Oryza sativa L., adubação nitrogenada, plantio direto.

Resumo

As influências do sistema de preparo do solo e da adubação nitrogenada não estão bem definidas para o arroz de terras altas. Assim, com o objetivo de avaliar os componentes da produtividade e o rendimento industrial do arroz de terras altas irrigado por aspersão, em função do preparo do solo e de doses de nitrogênio em cobertura, conduziu-se o experimento em condições de campo, em Selvíria (MS), por duas safras consecutivas: 2003/2004 (cultivar BRS Talento) e 2004/2005 (cultivar IAC 202). Adotou-se o delineamento em blocos casualizados, constituído pela combinação de três manejos de solo (grade aradora + grade niveladora, escarificador + grade niveladora e plantio direto) e seis doses de N em cobertura (0 kg ha-1, 25 kg ha-1, 50 kg ha-1, 75 kg ha-1, 100 kg ha-1 e 125 kg ha-1), com quatro repetições. Avaliou-se a concentração de N na folha, altura de plantas, componentes de produção, produtividade e o rendimento industrial dos grãos. O preparo do solo com escarificador + grade niveladora propiciou a obtenção de maiores produtividades das duas cultivares, enquanto a adubação nitrogenada em cobertura interferiu apenas na produtividade da cultivar IAC 202, sem afetar o rendimento industrial de grãos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-08-2012

Como Citar

FONSECA, A. E.; ARF, O.; ORIOLI JÚNIOR, V.; BUZETTI, S.; RODRIGUES, R. A. F. Preparo do solo e doses de nitrogênio em cobertura em arroz de terras altas. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 42, n. 3, p. 246–253, 2012. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/16933. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Ciência do Solo