EFICIÊNCIA E DESEMPENHO OPERACIONAL DE MÁQUINAS HARVESTER E FORWARDER NA COLHEITA FLORESTAL

Autores

  • Mariana Linhares Ponsse Latin Amnerican, Brasil
  • Carlos Roberto Sette Júnior Universidade Federal de Goiás (UFG), Brasil
  • Fernando Campos Ponsse Latin Amnerican, Brasil
  • Fábio Minoru Yamaji Universidade Federal de São Carlos (UFScar), Brasil

Palavras-chave:

Máquinas florestais, colheita de madeira, exploração florestal.

Resumo

O conhecimento da capacidade produtiva e das variáveis que interferem no rendimento das máquinas é fundamental para a otimização das operações na colheita florestal. O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho operacional e a eficiência de máquinas Harvester e Forwarder, utilizadas na exploração florestal, no sul da Bahia. Foram utilizados dados do número de horas programadas e efetivas de trabalho das máquinas e motivos de paradas, obtidos de arquivos históricos, de outubro/2010 a setembro/2011. Com base nestes dados, foram calculadas as horas totais de trabalho, eficiência operacional e disponibilidade mecânica das máquinas. As máquinas Harvester apresentaram média de horas totais de trabalho de 480 horas e 18 minutos, sendo 75,6% (363,2 horas) de horas efetivas e 24,4% (117,1 horas) de horas paradas. As máquinas Forwarder apresentaram média de horas totais de trabalho de 481 horas e 36 minutos, sendo 84,7% (407,9 horas) de horas efetivas e 15,3% (73,7 horas) de horas paradas. A eficiência operacional média foi de 73,2%, para a Harvester, e de 82,2%, para a Forwarder, sendo que as paradas técnicas, como deslocamentos e manutenções preventivas e corretivas, foram as principais causas de influência nestes valores. O desempenho operacional das máquinas mostrou-se adequado, em função da distribuição dos tempos, com 76% e 85% de tempo efetivo de trabalho, para a Harvester e Forwarder, respectivamente, e média de 89% para disponibilidade mecânica, para ambas as máquinas, as quais apresentaram eficiência operacional satisfatória (acima de 70%).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

02-07-2012

Como Citar

LINHARES, M.; SETTE JÚNIOR, C. R.; CAMPOS, F.; YAMAJI, F. M. EFICIÊNCIA E DESEMPENHO OPERACIONAL DE MÁQUINAS HARVESTER E FORWARDER NA COLHEITA FLORESTAL. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 42, n. 2, p. 212–219, 2012. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/16921. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Engenharia de Biossistemas