RESISTÊNCIA DO GIRASSOL A HERBICIDAS INIBIDORES DA ENZIMA ACETOLACTATO SINTASE

Autores

  • Alexandre Magno Brighenti Empresa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Brasil

Palavras-chave:

Helianthus annuus L., manejo de plantas daninhas, imidazolinonas, sulfonilureias.

Resumo

O girassol é bastante sensível a herbicidas aplicados em pós-emergência da cultura, com o objetivo de controlar espécies daninhas de folhas largas. Diante disto, foram desenvolvidos genótipos resistentes a herbicidas do grupo químico das imidazolinonas. Este trabalho objetivou avaliar a seletividade de herbicidas dos grupos químicos das imidazolinonas e sulfonilureias, aplicados sobre plantas de girassol (Tera 8003 e Tera 8011) resistentes aos inibidores da enzima acetolactato sintase (ALS). Experimentos foram conduzidos em área experimental da Embrapa Gado de Leite, nos municípios de Coronel Pacheco (MG) e Valença (RJ). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos foram: testemunha capinada, imazapyr 25 g i.a. ha-1 e 50 g i.a. ha-1, imazethapyr 70 g i.a. ha-1 e 100 g i.a. ha-1, nicosulfuron 20 g i.a. ha-1 e 32 g i.a. ha-1 e chlorimuron 7,5 g i.a. ha-1 + 0,05% v/v de óleo mineral. Foi avaliada a percentagem de fitotoxicidade, teor de clorofila (índice SPAD), altura de plantas, produção e percentagem de matéria seca e produtividade. As doses de 70 g i.a. ha-1 e 100 g i.a. ha-1 de imazethapyr foram as mais seletivas, a dose de 20 g i.a. ha-1 do nicosulfuron apresentou tolerância moderada e os tratamentos com imazapyr e chlorimuron foram aqueles que causaram maior injúria, para ambos os híbridos de girassol.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Magno Brighenti, Empresa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Brasil

Eng Agronomo Embrapa

Downloads

Publicado

02-07-2012

Como Citar

BRIGHENTI, A. M. RESISTÊNCIA DO GIRASSOL A HERBICIDAS INIBIDORES DA ENZIMA ACETOLACTATO SINTASE. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 42, n. 2, p. 225–230, 2012. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/16426. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Proteção de Plantas