USO DE ETIL-TRINEXAPAC EM CULTIVARES DE ARROZ DE TERRAS ALTAS

Autores

  • Orivaldo Arf Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil
  • Vagner do Nascimento Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), Brasil
  • Ricardo Antônio Ferreira Rodrigues Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil
  • Rita de Cássia Félix Alvarez Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Brasil
  • Douglas de Castilho Gitti Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil
  • Marco Eustáquio de Sá Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil

Palavras-chave:

Oryza sativa L., acamamento de plantas, reguladores vegetais.

Resumo

O acamamento de plantas em cultivares de arroz, no momento da colheita, acarreta perdas significativas à produtividade. O uso de reguladores vegetais é uma das alternativas para reduzir o acamamento, entretanto, as informações sobre este assunto ainda são escassas. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar o uso de doses de etil-trinexapac (0 g ha-1, 50 g ha-1, 100 g ha-1, 150 g ha-1 e 200 g ha-1 do i.a.), aplicadas por ocasião da diferenciação floral, em cultivares de arroz com diferentes tipos de plantas (Caiapó - tradicional; BRS Primavera e BRS Soberana - intermediário; e IAC 202 - moderno), avaliando o desenvolvimento e a produtividade de grãos. O experimento foi desenvolvido no município de Selvíria (MS), durante o ano agrícola de 2007/2008. Concluiu-se que a aplicação de 50 g ha-1, 100 g ha-1 e 150 g ha-1 de etil-trinexapac, por ocasião da diferenciação do primórdio da panícula das cultivares Caiapó, BRS Soberana e BRS Primavera, respectivamente, reduziu a altura de plantas e proporcionou ausência de acamamento; a cultivar IAC 202 dispensou o uso de regulador de crescimento, considerando-se que a mesma praticamente não apresentou acamamento; a aplicação de 50 g ha-1 e 150 g ha-1 de etil-trinexapac, por ocasião da diferenciação do primórdio da panícula, melhorou a produtividade da cultivar Caiapó e BRS Primavera, respectivamente, e a dose de 100 g ha-1 interferiu pouco na cultivar BRS Soberana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Orivaldo Arf, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil

Professor

Departamento de Fitotecnia, Tecnologia de Alimentos e Sócio Economia- FEIS

Vagner do Nascimento, Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), Brasil

Engenheiro Agrônomo - Mestrado em Sistemas de Produção pela UNESP -FEIS

Ricardo Antônio Ferreira Rodrigues, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil

Professor

Departamento de Fitotecnia, Tecnologia de Alimentos e Sócio Economia

Rita de Cássia Félix Alvarez, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Brasil

Professora

Douglas de Castilho Gitti, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil

Engenheiro Agrônomo, Mestrando em Sistemas de Produção

Departamento de Fitotecnia, Tecnologia de Alimentos e Sócio-Economia

Marco Eustáquio de Sá, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil

Professor

 

Downloads

Publicado

11-06-2012

Como Citar

ARF, O.; NASCIMENTO, V. do; RODRIGUES, R. A. F.; ALVAREZ, R. de C. F.; GITTI, D. de C.; SÁ, M. E. de. USO DE ETIL-TRINEXAPAC EM CULTIVARES DE ARROZ DE TERRAS ALTAS. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 42, n. 2, p. 150–158, 2012. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/13711. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Produção Vegetal