PARCELAMENTO DE FÓSFORO EM ALGODOEIRO IRRIGADO

Autores

  • Leonardo Angelo de Aquino Universidade Federal de Viçosa - Campus Rio Paranaíba
  • Paulo Geraldo Berger Universidade Federal de Viçosa
  • Júlio César Lima Neves Universidade Federal de Viçosa
  • Tricia Costa Lima Universidade Federal de Viçosa
  • Rosiane Filomena Batista Almeida de Aquino Universidade Federal de Viçosa - Campus Rio Paranaíba

Palavras-chave:

Gossypium hirsutum L., capulho, adubação fosfatada.

Resumo

A maioria das regiões de cultivo de algodoeiro no Brasil apresenta baixa fertilidade dos solos, especialmente com relação ao fósforo (P) disponível. Objetivou-se avaliar a aplicação parcelada de doses de P em algodoeiro irrigado, visando a uma maior eficiência da adubação fosfatada, em comparação com a aplicação tradicional, em semeadura. O experimento foi desenvolvido em Neossolo Quartzarênico com 22 mg dm-3 de P (disponibilidade média), no norte de Minas Gerais. Utilizou-se delineamento em blocos ao acaso, em arranjo fatorial (4x3) + 3, com três repetições. Os fatores estudados foram doses de P2O5 (0 kg ha-1, 30 kg ha-1, 60 kg ha-1, 120 kg ha-1 e 180 kg ha-1) e três formas de aplicação parcelada (80% e 20%; 60% e 40%; 40% e 60% da dose do fertilizante aplicada em semeadura e aos 35 dias após a emergência (DAE), respectivamente), além da aplicação de 0 kg ha-1, 60 kg ha-1 e 120 kg ha-1 de P2O5 na semeadura. A fonte de P foi o superfosfato triplo granulado e houve aumento no conteúdo de P, na parte aérea, em função das doses aplicadas. Os teores de nutrientes na folha índice, exceto P, não foram influenciados pelas doses de P e pelos parcelamentos. O teor de P na folha índice e o número de capulhos por planta aumentaram com o incremento das doses de P, mas não foram influenciados pelo parcelamento do fertilizante fosfatado. A aplicação de 40% da dose de P em semeadura e do restante parcelado aos 35 DAE reduziu a produtividade de algodão em caroço, não havendo efeito significativo nos demais parcelamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Angelo de Aquino, Universidade Federal de Viçosa - Campus Rio Paranaíba

Professor Adjunto I da Universidade Federal de Viçosa - Campus Rio Paranaíba na área de Grandes Culturas. Possui Doutorado em Fitotecnia (2009), Mestrado em Fitotecnia (2006) e Graduação em Agronomia (2005) pela Universidade Federal de Viçosa. É revisor técnico-científico de periódicos na área de Grandes Culturas. Tem experiência e desenvolve projetos de Pesquisa na área de Agronomia, com ênfase em Nutrição Mineral, Fisiologia e Tratos Culturais em Culturas Anuais.

Paulo Geraldo Berger, Universidade Federal de Viçosa

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Espírito Santo (1980), mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (1982) e doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (1994). Atualmente é professor associado III da Universidade Federal de Viçosa.Membro do Comitê Assessor Externo da EMBRAPA Algodão.Professor das disciplinas de graduação FIT 340, FIT 441, FIT 445, Fit 497 e de pós-graduação FIT 641 e FIT 642, lecionando sobre a cultura do algodão. Atualmente tem 2334 horas lecionadas em 72 disciplinas, totalizando 3500 alunos. Orientou e co-orientou 11estudantes de MS e DS. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Manejo e Tratos Culturais da cultura do algodão, atuando principalmente nos seguintes temas: manejo de plantas daninhas, sistemas de plantio direto e convencional, manejo integrado de doenças foliares e pesquisa com oleaginosas para proudção de biodiesel.

Júlio César Lima Neves, Universidade Federal de Viçosa

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1978), mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal de Viçosa (1982) e doutorado em Produção Vegetal (área de concentração em Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2000). Atualmente é professor adjunto do Departamento de Solos da Universidade Federal de Viçosa, membro da equipe coordenadora do NUTREE - Programa em Nutrição e Solos Florestais, da Coordenação do Programa de Pós graduação em Solos e Nutrição de Plantas, da Coordenação do Curso de Agronomia da UFV e da Camara de Ensino do Centro de Ciéncias Agrárias da UFV, além de membro da equipe responsável pelo desenvolvimento dos Sistemas FERTI-UFV e NUTRI-UFV. Tem experiência na área de Agronomia e de Recursos Florestais e Engenharia Florestal, com ênfase em Solos e Nutrição Florestal, atuando, principalmente, nos seguintes temas: nutrição e fertilização de culturas florestais (ênfase em eucalipto, teca e pinus) e de agricultura, fertilidade do solo, avaliação do estado nutricional, modelagem processual do crescimento e aquisição de nutrientes. Homenageado com o Troféu Madeira Brasil, em 2004, na categoria de Mérito Academico. Professor Homenageado por 5 vezes pelos Formandos em Engenharia Agronômica da UFV. Medalha Belo Lisboa, em 2008, pela UFV. Professor Indicado por 2 vezes (2008 e 2010) para receber a Medalha de Ouro Peter Henry Rolfs do Mérito de Ensino, honraria máxima da UFV nesta categoria.

Tricia Costa Lima, Universidade Federal de Viçosa

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa- UFV (2003) e mestrado em Agricultura Tropical e Subtropical pelo Instituto Agronômico de Campinas -IAC (2005). Atualmente cursa o doutorado na Universidade Federal de Viçosa-UFV. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitotecnia/Tecnologia e Produção de Sementes, atuando principalmente nos seguintes temas: sementes, vigor, germinação e produção de sementes de grandes culturas e oleaginosas para biodiesel.

Rosiane Filomena Batista Almeida de Aquino, Universidade Federal de Viçosa - Campus Rio Paranaíba

Estudante de Agronomia da UFV - Campus Rio Paranaíba. Desenvolve projetos de pesquisa na área de Culturas Agrícolas (Milho, Soja, Algodão e Cana-de-Açúcar).

Downloads

Publicado

15-02-2012

Como Citar

AQUINO, L. A. de; BERGER, P. G.; NEVES, J. C. L.; LIMA, T. C.; AQUINO, R. F. B. A. de. PARCELAMENTO DE FÓSFORO EM ALGODOEIRO IRRIGADO. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 42, n. 1, p. 1–8, 2012. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/13152. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Ciência do Solo