ASPECTOS DA BIOLOGIA DE LUTZOMYIA DO COMPLEXO SQUAMIVENTRIS (LUTZ & NEIVA,1912)(DIPTERA, PSYCHODIDAE) EM CONDIÇÕES NATURAIS, NA CIDADE DE GOIÂNIA-GOIÁS

Autores

  • Maria Elisa Santos Dourado Carvalho
  • Heloísa Aparecida Machado Naves

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v23i2.20027

Resumo

Coletaram-se 201 exemplares de Lv.squamsventris em capturas realizadas com isca humana emsolo e copa de árvore, isca animal e armadilhas luminosas (Shannon e CDC) nos horários matutino,vespertino e notumo, na Chácara Naves, nos anos de 1987,1988,1991 e 1992.O maior número de exemplares foi obtido no ano de 1992, seguindo-se 1988 e 1991,Sua maior ocorrência foi nos meses de janeiro, fevereiro e março.Isca humana no solo foi a preferida por esta espécie (75,12%) seguindo-se armadilha de Shannon(23,88%): isca animal e armadilha CDC (0,49%). Não foi capturado nenhum exemplar em isca humana naplataforma.Com relação à frequência horária observou-se uma maior ocorrência do flebótomo entre 19 e 20horas, obtendo-se neste intervalo 46,26% dos exemplares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

CARVALHO, M. E. S. D.; NAVES, H. A. M. ASPECTOS DA BIOLOGIA DE LUTZOMYIA DO COMPLEXO SQUAMIVENTRIS (LUTZ & NEIVA,1912)(DIPTERA, PSYCHODIDAE) EM CONDIÇÕES NATURAIS, NA CIDADE DE GOIÂNIA-GOIÁS. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 23, n. 2, 2007. DOI: 10.5216/rpt.v23i2.20027. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/20027. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES