Avaliação da atenção ao recém-nascido na articulação entre maternidade e rede básica de saúde

Autores

  • Maria Cândida de Carvalho Furtado Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Débora Falleiros Mello Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Cristina Maria Garcia Lima Parada Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu
  • Ione Carvalho Pinto Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Márcia Cristina Guerreiro Reis Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto
  • Carmen Gracinda Silvan Scochi Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v12i4.7625

Palavras-chave:

Avaliação em Saúde, Assistência Integral à Saúde, Atenção Primária à Saúde, Recém-nascido

Resumo

doi: 10.5216/ree.v12i4.7625

Políticas públicas de atenção à criança têm buscado ampliar a abordagem do cuidado para além do modelo biomédico, considerando a criança em suas múltiplas relações, a família e o contexto de vida, com vistas ao acesso aos serviços de saúde e a integralidade do cuidado. Este estudo objetivou avaliar a prática assistencial da equipe de enfermagem de um Programa de atenção à saúde do recém-nascido com foco na articulação da atenção hospitalar com a rede básica de saúde. Estudo qualitativo realizado em três maternidades públicas de Ribeirão Preto/SP em 2007 mediante entrevista semi-estruturada e observação não participante. Os dados empíricos foram agrupados e identificaram-se unidades de significação para elucidar aspectos relacionados ao processo de trabalho. Observou-se o acolhimento como norteador das atividades, a contra-referência de mãe e filho para a unidade de saúde, orientações sobre teste do pezinho, vacinação e incentivo e apoio à amamentação. Recém-nascidos identificados com risco para desenvolvimento foram agendados em serviço especializado. Desde sua criação, este programa tem-se constituído em estratégia aglutinadora que busca articular hospitais e serviços da rede básica de saúde, tendo como foco garantir a atenção integral à população materno-infantil, facilitar o acesso aos serviços de saúde e a continuidade da assistência.

Descritores: Avaliação em Saúde; Assistência Integral à Saúde; Atenção Primária à Saúde; Recém-nascido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cândida de Carvalho Furtado, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professor Doutor, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: mcandida@eerp.usp.br.

Débora Falleiros Mello, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professor Associado, EERP, USP. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: defmello@eerp.usp.br.

Cristina Maria Garcia Lima Parada, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professor Adjunto, Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Botucatu, SP. Brasil. E-mail: cparada@fmb.unesp.br.

Ione Carvalho Pinto, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professor Associado, EERP, USP. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: ionecarv@eerp.usp.br.

Márcia Cristina Guerreiro Reis, Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto

Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Enfermeira do Programa de Atenção Integral à Saúde da Criança e do Adolescente da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: mguerreirodosreis@yahoo.com.br.

Carmen Gracinda Silvan Scochi, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professor Titular, EERP, USP. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: cscochi@eerp.usp.br.

Downloads

Publicado

31/12/2010

Como Citar

1.
Furtado MC de C, Mello DF, Parada CMGL, Pinto IC, Reis MCG, Scochi CGS. Avaliação da atenção ao recém-nascido na articulação entre maternidade e rede básica de saúde. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2010 [citado 5º de outubro de 2022];12(4):640-6. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7625

Edição

Seção

Artigo Original