Abordagens para Avaliação da Aprendizagem dos Alunos em um Curso de Bacharelado em Engenharia Química

Authors

  • Toni Jefferson Lopes Universidade Federal do Rio Grande - FURG http://orcid.org/0000-0001-6210-4508
  • Adriano da Silva Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Adriano Cancelier Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Murilo Cesar Costelli Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECO
  • Mara Regina Lemes de Sordi Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Abstract

No meio acadêmico, o termo “avaliar” tem sido constantemente associado a expressões como: atribuir notas, aprovar ou reprovar o aluno. Neste trabalho realizou-se uma análise de como os professores que compõem o colegiado do curso de Engenharia Química de uma universidade comunitária organizam suas avaliações e quais os critérios adotados neste processo. Nesta etapa de investigação foi solicitado aos professores que respondessem a um questionário contendo questões fechadas sobre seus processos de avaliação. Mediante a análise das respostas foi possível observar para os professores do curso de Engenharia Química que o processo de avaliação visa identificar a compreensão e desempenho do aluno através de questões que buscam desenvolver seu pensamento crítico, bem como seu desenvolvimento intelectual. Porém, o processo de avaliação não pode ser considerado uma tarefa fácil para os professores e nem para os alunos, visto que uma única forma de avaliação nem sempre é a mais adequada.

Author Biographies

Toni Jefferson Lopes, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Escola de Química e Alimentos, Campus Santo Antônio da Patrulha

Adriano da Silva, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Escola de Química e Alimentos, Campus Santo Antônio da Patrulha

Adriano Cancelier, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Departamento de Engenharia Química

Murilo Cesar Costelli, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECO

ACEA - Curso de Engenharia Química

Mara Regina Lemes de Sordi, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Faculdade de Educação

References

C. C. Luckesi. Avaliação da aprendizagem escolar. 14. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

C. C. Luckesi. Fazer universidade: uma proposta metodológica. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

M. C. Abreu; M. T. Masetto. O professor universitário em aula. São Paulo: MG Editores Associados, 1990.

J. Hoffmann. Avaliação: mito & desafio : uma perspectiva construtivista. 23 ed. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1998.

J. Hoffmann. Pontos & contrapontos: do pensar ao agir em avaliação. 3. ed. Porto Alegre: Mediação, 1999.

J. Hoffmann. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediação, 2001.

N. C. Balzan; M. R. L. de Sordi. O Imperativo Ético do bom uso da avaliação no planejamento educacional. Série Acadêmica, PUC-Campinas, Campinas - SP, v. 1, n. 10, p. 11-25, 1999.

N. C. Balzan. A Cultura da Avaliação em Construção. Revista Avaliação, Campinas, v. 8, n. 3, p. 133-159, 2003.

M. R. L. de Sordi. “A Avaliação e seu Potencial Inovador nos Processos de Formação na Área de Ciências Exatas e Engenharias.” Revista de Educação (Campinas), Campinas, v. 12, p. 115-126, 2002.

M. R. L. de Sordi ; N. C. R. Balzan; J. A. Lopes. “A Cultura da Avaliação em Construção”. Revista Avaliação (Campinas), Campinas, v. 8, p. 133-159, 2003a.

M. R. L. de Sordi. “A Avaliação e Seu Potencial Inovador nos Processos de Formação na Área de Ciências Sociais Aplicadas.” Revista de Educação (Campinas), Campinas, v. 1, n. 15, p. 75-87, 2003b.

M. R. L. de Sordi. “A avaliação como promotora da qualidade social nos cursos da área da saúde: das palavras aos atos.” Revista Avaliação (Campinas), v. 11, n. 2, p. 87-102, 2006.

A. M. Borba; C. Ferri. “Avaliação: Contexto e Perspectivas.” Revista Alcance. Itajaí, Editora UNIVALI. Ano IV. No 2. p. 47-55. 1997.

A. M. Borba; C. Ferri; R. C. L. Hostins. “Avaliação da aprendizagem no ensino superior: questões que emergem da prática docente.” Contrapontos (UNIVALI), v. 7, p. 43-53, 2007.

J. Pacheco. Avaliação dos alunos na perspectiva da reforma (2ª ed.). Porto: Porto Editora. 1995.

M. O. de Moura. O educador matemático na coletividade de formação: uma experiência com a escola pública. Tese (Livre Docência em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

A. O. Lima. Avaliação escolar: julgamento x Construção. 4ª ed. Petrópolis, Vozes, 1996

Published

23-08-2017