Morbidade por causas externas em adolescentes de uma região do município de Porto Alegre

Autores

  • Marta Cocco Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Marta Julia Marques Lopes Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v12i1.9527

Palavras-chave:

Causas Externas, Morbidade, Adolescente, Atenção Primária à Saúde.

Resumo

O presente estudo buscou analisar a morbidade por Causas Externas entre adolescentes, considerando a demanda dos serviços de Atenção Básica de Saúde da Região Lomba do Pinheiro e Partenon, do município de Porto Alegre/RS, no período de 2002 a 2005. Os dados referentes ao perfil da morbidade foram coletados por meio dos registros de atendimentos de adolescentes na faixa etária de 10 a 19 anos, na demanda específica dos serviços. Para a analise utilizou-se estatística descritiva através do software SPSS 13.0. Dentre os resultados encontraram-se 442 adolescentes vítimas de Causas Externas, com predomínio do sexo masculino (64%), e tendo como principal local das ocorrências o domicílio (45,9%). Quanto ao tipo de causas externas, os acidentes domésticos (26,7%) foram mais freqüentes, seguidos por acidentes de esporte e lazer (13,7%), violência interpessoal (10,9%), acidentes com animais (10,5%) e violência sexual (6,2%). Frente a esses dados, cabe aos profissionais de saúde e aos serviços, criarem ações, estratégias e estabelecerem parcerias com outros setores, visando à desnaturalização da violência e dos acidentes e, conseqüentemente, seu enfrentamento. Neste sentido, a promoção de comportamentos e ambientes saudáveis, considerando as características sociais e culturais, e as “situações de vulnerabilidades” de cada grupo populacional, pode ser o foco.

Descritores: Causas Externas; Morbidade; Adolescente; Atenção Primária à Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Cocco, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Bolsista REUNI/CAPES. Porto Alegre, RS.

Marta Julia Marques Lopes, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Enfermeira. Doutora em Sociologia. Docente do PPGENF/UFRGS. Porto Alegre, RS.

Downloads

Publicado

09/04/2010

Como Citar

1.
Cocco M, Lopes MJM. Morbidade por causas externas em adolescentes de uma região do município de Porto Alegre. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 9º de abril de 2010 [citado 7º de julho de 2022];12(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/9527

Edição

Seção

Artigo Original