O significado do cuidado perioperatório para a criança cirúrgica

Autores

  • Josilaine Porfírio da Silva
  • Mara Lucia Garanhani Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v13i2.9117

Palavras-chave:

Enfermagem Perioperatória, Criança Hospitalizada, Pesquisa Qualitativa.

Resumo

O objetivo deste estudo foi compreender o significado do cuidado perioperatório para a criança cirúrgica. Pesquisa de caráter qualitativo, na modalidade da estrutura do fenômeno situado, realizada em um hospital geral do norte do Paraná, com 10 crianças entre sete e 11 anos que foram submetidas a procedimentos cirúrgicos pela primeira vez, durante os meses de janeiro e agosto de 2009. Para a coleta de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas. Os resultados foram agrupados em quatro categorias: orientações recebidas, procedimentos realizados, sentimentos da criança submetida à cirurgia e os significados de cuidado e autocuidado. Com esta análise concluímos que o cuidado para a criança cirúrgica significa orientar e realizar procedimentos técnicos adequados à sua faixa etária, respeitando as diferentes fases de seu desenvolvimento, assegurando a permanência de sua família e incluindo atividades lúdicas. Reforça-se a necessidade do enfermeiro apresentar-se para a criança de maneira mais visível.

Descritores: Enfermagem Perioperatória; Criança Hospitalizada; Pesquisa Qualitativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josilaine Porfírio da Silva

Enfermeira, Especialista em Urgência e Emergência. Londrina, PR, Brasil. E-mail: josi_laine1@yahoo.com.br.

Mara Lucia Garanhani, Universidade Estadual de Londrina

Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professor Associado, Universidade Estadual de Londrina. Londrina, PR, Brasil. E-mail: maragara@uel.br.

Downloads

Publicado

30/06/2011

Como Citar

1.
Silva JP da, Garanhani ML. O significado do cuidado perioperatório para a criança cirúrgica. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 30º de junho de 2011 [citado 19º de maio de 2022];13(2):259-68. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/9117

Edição

Seção

Artigo Original