COMPORTAMENTOS DE RISCO PARA AS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS EM ADOLESCENTES ESCOLARES DE BAIXA RENDA

Autores

  • Pricilla Diniz Bonfim Silva Faculdade de Enfermagem
  • Michele Dias da Silva Oliveira Faculdade de Enfermagem
  • Marcos André de Matos Faculdade de Enfermagem
  • Viviane Rodrigues Tavares Faculdade de Enfermagem
  • Marcelo Medeiros Faculdade de Enfermagem
  • Sandra Brunini Faculdade de Enfermagem
  • Sheila Araújo Teles Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v7i2.884

Resumo

RESUMO: Os adolescentes costumam serem vulneráveis a comportamentos de risco para aquisição de doenças sexualmente transmissíveis (DST). O início precoce da atividade sexual, a multiplicidade de parceiros, o uso esporádico de preservativo, o consumo de bebida alcoólica e drogas ilícitas têm sido considerados preditores para as DST. Para identificar os comportamentos de risco para as DST, 223 adolescentes escolares de uma região de baixa renda adjacente à área metropolitana de Goiânia foram entrevistados durante novembro e dezembro de 2003. Verificou-se que neste grupo a média de idade da primeira relação sexual foi de 14,9 anos, sendo a média de parceiro sexual igual a quatro. O uso irregular ou não uso de preservativos foi relatado por 44,1% dos indivíduos. Quase a totalidade (80,7%) dos adolescentes relatou consumo de bebida alcoólica e 13,9% uso de drogas ilícitas. Verificou-se ainda uma diferença estatisticamente significativa destes comportamentos em relação ao gênero. Gravidez foi reportada por 14% das adolescentes. Os achados deste estudo sugerem um elevado risco de doenças sexualmente transmissíveis e evidenciam a necessidade urgente de programas de saúde para este grupo alvo. PALAVRAS-CHAVE: Saúde do Adolescente; Saúde Escolar; Doenças Sexualmente Transmissívies..

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26/12/2006

Como Citar

1.
Silva PDB, Oliveira MD da S, Matos MA de, Tavares VR, Medeiros M, Brunini S, Teles SA. COMPORTAMENTOS DE RISCO PARA AS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS EM ADOLESCENTES ESCOLARES DE BAIXA RENDA. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 26º de dezembro de 2006 [citado 20º de maio de 2022];7(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/884

Edição

Seção

Artigo Original