REABILITAÇÃO PSICOSSOCIAL E FAMÍLIA: CONSIDERAÇÕES SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DA ASSISTÊNCIA PSIQUIÁTRICA NO BRASIL

Autores

  • Valéria Cristina Christello Coimbra Faculdade de Enfermagem
  • Jacileide Guimarães Faculdade de Enfermagem
  • Mariluci Camargo Ferreira da Silva Faculdade de Enfermagem
  • Luciane Prado Kantorski Faculdade de Enfermagem
  • Maria Cecília Morais Scatena Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v7i1.849

Resumo

RESUMO: Trata-se de um ensaio sobre a reestruturação da assistência psiquiátrica no Brasil, com enfoque sobre o campo de interlocução possibilitado entre a reabilitação psicossocial e família. A reestruturação da assistência psiquiátrica no Brasil foi oficializada a partir de 1990, na esteira da Declaração de Caracas, da qual o Brasil é signatário. Este processo prioriza a substituição progressiva dos hospitais psiquiátricos tradicionais por serviços substitutivos, cuja principal característica é a abertura das relações e práticas desenvolvidas. Outras medidas de incentivo à reestruturação foram aprovadas pelo Ministério da Saúde na década de 1990 e endossadas pelas experiências, que se multiplicam no Brasil, de serviços substitutivos ao modelo hospitalocêntrico. A reabilitação psicossocial inscreve-se como traço antigo, porém redefinindo-se nesse processo e, aqui, visamos abordá-la no que tange a sua interface com a família da pessoa com sofrimento psíquico. PALAVRAS CHAVES: Reabilitação; Psiquiatria Comunitária; Família.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

25/12/2006

Como Citar

1.
Coimbra VCC, Guimarães J, Silva MCF da, Kantorski LP, Scatena MCM. REABILITAÇÃO PSICOSSOCIAL E FAMÍLIA: CONSIDERAÇÕES SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DA ASSISTÊNCIA PSIQUIÁTRICA NO BRASIL. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 25º de dezembro de 2006 [citado 20º de maio de 2022];7(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/849

Edição

Seção

Artigo de Revisão