Representação de parturientes acerca da dor de parto

Autores

  • Rejane Marie Barbosa Davim Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Departamento de Enfermagem
  • Gilson de Vasconcelos Torres Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
  • Janmilli da Costa Dantas

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v10i1.7685

Palavras-chave:

Dor, Trabalho de parto, Saúde da mulher, Enfermagem obstétrica

Resumo

Este estudo teve como foco conhecer as representações de parturientes acerca da dor de parto. Representa também o conceito de representação, discutindo-se a relação da dor de parto historicamente relacionado a algo intolerável e doloroso fisicamente. A pesquisa foi realizada na Unidade de Parto Humanizado de uma Maternidade Pública de Natal/RN, no período de 01 mês no ano de 2007. Os sujeitos foram 19 parturientes a partir de sua segunda gestação e estar na fase ativa do trabalho de parto. Os dados foram coletados por meio de entrevistas gravadas e analisados com a técnica de análise de conteúdo, especificamente, a análise temática por categorias. Os resultados confirmaram que as representações acerca da dor de parto são similares entre as parturientes com significações ou conotações associadas à sua intensidade e qualidade da dor, sua localização e ao antagonismo da dor. Concluímos que a representação dessa dor é tanto forma de saber como forma de constituição de um contexto sócio-cultural, referentes ao comportamento de vivência e de difícil compreensão por quem nunca a sentiu.

Palavras chave: Dor; Trabalho de parto; Saúde da mulher; Enfermagem obstétrica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

07/10/2009

Como Citar

1.
Davim RMB, Torres G de V, Dantas J da C. Representação de parturientes acerca da dor de parto. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 7º de outubro de 2009 [citado 23º de maio de 2022];10(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7685

Edição

Seção

Artigo Original