OXIGENIOTERAPIA: O CONHECIMENTO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM

Autores

  • Liandra Grando Faculdade de Enfermagem
  • Cláudia Silveira Viera Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v4i2.761

Resumo

RESUMO: O estudo objetivou identificar o conhecimento da equipe de enfermagem sobre as seqüelas que a oxigenioterapia pode acarretar ao recém-nascido (RN) e como ocorre o cuidado de enfermagem nessa terapêutica. A pesquisa foi qualitativa sob o referencial de MINAYO (1996) aplicada a equipe de enfermagem de uma UTI neonatal. Denotando na categorização: o cuidado de enfermagem prestado ao RN em oxigenioterapia e a percepção da equipe de enfermagem sobre as possíveis seqüelas ao RN em oxigenioterapia. Conclui-se que os cuidados são prestados sem uma padronização e o conhecimento acerca desse tratamento ainda é restrito. PALAVRAS-CHAVES: Oxigenioterapia; Enfermagem; recém-nascido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

21/12/2006

Como Citar

1.
Grando L, Viera CS. OXIGENIOTERAPIA: O CONHECIMENTO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 21º de dezembro de 2006 [citado 20º de maio de 2022];4(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/761

Edição

Seção

Artigo Original