Diagnósticos de enfermagem de maior ocorrência em pessoas com lesão medular no contexto do atendimento ambulatorial mediante abordagem baseada no modelo de Orem

Autores

  • Maria Auxiliadora Gomes de Mello Brito Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem
  • Maria Márcia Bachion Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem
  • Joaquim Tomé de Souza Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v10i1.7573

Palavras-chave:

Enfermagem, Diagnóstico de enfermagem, Teoria de enfermagem, Traumatismos da medula espinal.

Resumo

A complexidade das condições de saúde apresentadas pelas pessoas com trauma raquimedular exige o planejamento e a implementação de sistemas de enfermagem que contribuam para desenvolver nessa população a capacidade para o autocuidado. Para isso a enfermagem deve ter clareza dos Diagnósticos de Enfermagem (DE) que ocorrem nesse grupo. Esta pesquisa teve como objetivo analisar os diagnósticos de enfermagem de ocorrência ? a 75% em pessoas com lesão medular, atendidas no contexto ambulatorial, no período de novembro de 2005 a dezembro de 2006, mediante abordagem baseada no Modelo de Orem. Participaram deste estudo descritivo 30 pessoas com lesão medular atendidas no Ambulatório de Triagem de Lesão Medular de um centro especializado em reabilitação no estado de Goiás. Foram identificados 61 diferentes diagnósticos de enfermagem (DE) na amostra estudada, totalizando 734 diagnósticos. O número de DE variou de 12 a 33, com média de 24,46 (±4,62) sendo a mediana 25,5 diagnósticos por sujeito, moda de 26 diagnósticos. A análise privilegiou os DE identificados com freqüência ? 75%, juntamente com os respectivos fatores relacionados e características definidoras ou fatores de risco.

Palavras chave: Enfermagem; Diagnóstico de enfermagem; Teoria de enfermagem; Traumatismos da medula espinal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

07/10/2009

Como Citar

1.
Brito MAG de M, Bachion MM, Souza JT de. Diagnósticos de enfermagem de maior ocorrência em pessoas com lesão medular no contexto do atendimento ambulatorial mediante abordagem baseada no modelo de Orem. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 7º de outubro de 2009 [citado 23º de maio de 2022];10(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7573

Edição

Seção

Artigo Original