Freqüência de alterações cérvico-vaginais em mulheres submetidas ao exame citopatológico

Autores

  • Janaína Valadares Guimarães Universidade Federal de Goiás, Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública
  • Ana Karina Marques Salge Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem
  • Flávia Aparecida de Oliveira Universidade Federal de Goiás, Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública
  • Ruy de Souza Lino Júnior Universidade Federal de Goiás, Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública
  • Eumenia Costa da Cunha Castro Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Marlene Antônia dos Reis Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Vicente de Paula Antunes Teixeira Universidade Federal do Triângulo Mineiro

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i3.7507

Palavras-chave:

Diagnóstico, Exame citopatológico, Saúde da mulher.

Resumo

O Exame citopatológico é o método de triagem que auxilia na detecção precoce do câncer e de lesões pré-cancerosas da cérvix. No Brasil, o câncer cervical representa a segunda neoplasia maligna mais incidente em mulheres. O objetivo desse estudo foi avaliar a freqüência das alterações citopatológicas de acordo com a faixa etária. A seleção dos casos foi realizada através dos resultados dos exames citopatológicos, de mulheres na faixa etária entre 14 a 80 anos, obtidos no Centro de Atenção Integrada à Saúde da Mulher, Uberaba (MG), no período de 2001 a 2003. Dos 35.220 resultados obtidos, em 3,34% foram descritos alterações no epitélio cérvico-vaginal, sendo mais freqüentes as alterações escamosas e glandulares de significado indeterminado (53,7%) e as infecções pelo HPV (31%). As mulheres mais jovens (< 40 anos) foram significativamente mais acometidas por essas alterações (p<0,005). Neoplasias invasivas acometeram 5,6% das mulheres a partir da quarta década de vida (p<0,005). Os diagnósticos das alterações no epitélio cérvico-vaginal de acordo com a faixa etária das mulheres foram semelhantes aos descritos na literatura, sendo que infecção pelo HPV, principal agente potencialmente carcinogênico, acometeu mulheres mais jovens e as neoplasias invasivas foram mais freqüentes a partir da quarta década de vida.

Palavras chave: Diagnóstico; Exame citopatológico; Saúde da mulher.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

18/09/2009

Como Citar

1.
Guimarães JV, Salge AKM, Oliveira FA de, Lino Júnior R de S, Castro EC da C, Reis MA dos, Teixeira V de PA. Freqüência de alterações cérvico-vaginais em mulheres submetidas ao exame citopatológico. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 18º de setembro de 2009 [citado 23º de maio de 2022];9(3). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7507

Edição

Seção

Artigo Original