Comportamentos dos enfermeiros e impacto em doentes idosos em situação de internamento hospitalar

Autores

  • Maribel Carvalhais Universidade de Aveiro, Departamento de Ciências da Saúde
  • Liliana Sousa Universidade de Aveiro, Departamento de Ciências da Saúde

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i3.7444

Palavras-chave:

Relações enfermeiro-paciente, Saúde do idoso, Comportamento, Hospitalização.

Resumo

A percepção dos pacientes acerca da qualidade dos cuidados de enfermagem é determinante na sua avaliação dos cuidados de saúde. Este estudo exploratório identifica comportamentos dos enfermeiros (positivos e negativos) significativos para pacientes muito idosos (75 anos ou mais) em situação de internamento hospitalar. Adotou-se a técnica dos incidentes críticos que foi aplicada por entrevista a 30 sujeitos. Os principais resultados indicam que os idosos hospitalizados: i) apreciam de modo positivo os comportamentos dos enfermeiros que garantem a execução de técnicas sem causar desconforto, num contexto de amabilidade, carinho, disponibilidade e preocupação; assim o paciente sente-se confiante, seguro e acredita que o seu estado de saúde vai melhorar; ii) consideram negativos os comportamentos dos enfermeiros associados à execução de técnicas causando dor, principalmente se acompanhados de agressividade e indisponibilidade. Neste caso os idosos tendem a se sentirem tristes e a acreditar no agravamento do seu estado de saúde.

Palavras chave: Relações enfermeiro-paciente; Saúde do idoso; Comportamento; Hospitalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

16/09/2009

Como Citar

1.
Carvalhais M, Sousa L. Comportamentos dos enfermeiros e impacto em doentes idosos em situação de internamento hospitalar. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 16º de setembro de 2009 [citado 27º de maio de 2022];9(3). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7444

Edição

Seção

Artigo Original