Multidimensionalidade de significados da automutilação na adolescência: perspectiva de adolescentes, responsáveis e profissionais de saúde

Autores

  • Érika de Sene Moreira Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil. E-mail: erika.sene@credeq-go.org.br. https://orcid.org/0000-0001-7744-9293
  • Johnatan Martins Sousa Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil. E-mail: johnatanfen.ufg@gmail.com. https://orcid.org/0000-0002-1152-0795
  • Eurides Santos Pinho Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil. E-mail: euridesenf@gmail.com. https://orcid.org/0000-0002-1158-8247
  • Marciana Gonçalves Farinha Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Uberlândia, Minas Gerais, Brasil. E-mail: marciana@ufu.br. https://orcid.org/0000-0002-2024-7727
  • Elizabeth Esperidião Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil. E-mail: betesper@ufg.br.
  • Camila Cardoso Caixeta Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil. E-mail: camilaccaixeta@ufg.br.

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v25.73640

Palavras-chave:

Automutilação, Comportamento do Adolescente, Saúde Mental, Saúde do Adolescente, Serviços Comunitários de Saúde Mental

Resumo

Objetivo: analisar os significados da prática da automutilação na adolescência na perspectiva de adolescentes, seus responsáveis e profissionais de saúde. Métodos: pesquisa descritiva, exploratória, de abordagem qualitativa. Participaram 7 adolescentes, 20 responsáveis e 6 profissionais de um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil da região central do Brasil. Os dados foram coletados por meio de entrevistas individuais, com os responsáveis e profissionais, e grupo focal com os adolescentes. Para análise dos dados, utilizou-se análise temática de conteúdo.  Resultados: emergiu a categoria temática “Significados da automutilação”, contemplando sete subcategorias: “Psicopatologia”; “Comunicação social”; “Identificação de pares”; “Regular emoções”; “Sentimentos gerados”; “Intencionalidade da ação” e “Dependência”. Conclusão: há uma desconexão dos significados atribuídos à automutilação pelos adolescentes, responsáveis legais e profissionais. Os diferentes significados na compreensão da automutilação podem interferir na assertividade do cuidado ofertado pelos profissionais aos adolescentes, e na percepção dos responsáveis legais de que é necessário buscar ajuda, assim como na motivação dos adolescentes em aderir ao atendimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Proteger e cuidar da saúde de adolescentes na atenção básica [Internet]. Brasília (BR): Ministério da Saúde; 2017 [cited 2023 Mar 08]. Available form: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/proteger_cuidar_adolescentes_atencao_basica.pdf

Silva YA, Aguiar SG. Adolescência e automutilação no CAPS infantojuvenil de Iguatu-CE: um estudo psicanalítico. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental [Internet]. 2020 May 17 [cited 2022 July 23];12(31):245-68. Available from: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/69761

Hildebrandt LM, Zart F, Leite MT. A tentativa de suicídio na percepção de adolescentes: um estudo descritivo. Rev. Eletr. Enferm. 2011 June 30;13(2):219-26. https://doi.org/10.5216/ree.v13i2.8951

Barbosa V, Lollo, MCD, Zerbetto SR, Hortense P. A prática de autolesão em jovens: uma dor a ser analisada. REME – Rev Min Enferm. [Internet]. 2019 Jan [cited 2023 Mar 08];23:e-1240. Available from: http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-27622019000100283&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Costa LCR, Gabriel IM, Lopes DG, Oliveira WA, Silva JL, Carlos DM. Autolesão não suicida e contexto escolar: perspectivas de adolescentes e profissionais da educação. SMAD, Rev Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog 2020 Aug 31;16(4):39-48. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2020.168295

Silva AS, Felício JF, Moura IS, Ferreira LCC, Lima AJS, Amaral JF, et al. Os aspectos multifuncionais da automutilação na adolescência: uma abordagem educativa. Rev Enferm Atual In Derme. 2021 Sept 14;95(35):01-11. https://doi.org/10.31011/reaid-2021-v.95-n.35-art.1096

Gillies D, Christou MA, Dixon AC, Featherston OJ, Rapti I, Garcia-Anguita A, et al. Prevalence and Characteristics of Self-Harm in Adolescents: Meta-Analyses of Community-Based Studies 1990-2015. J Am Acad Child Adolesc Psychiatry. 2018 Oct;57(10):733-41. https://doi.org/10.1016/j.jaac.2018.06.018

Thai TT, Jones MK, Nguyen TP, Pham TV, Bui HHT, Kim LX, et al. The Prevalence, Correlates and Functions of Non-Suicidal Self-Injury in Vietnamese Adolescents. Psychol Res Behav Manag. 2021 Nov 27;(14):1915-27. https://doi.org/10.2147/PRBM.S339168

Oliveira GS, Silva RM. Automutilação: um debate na escola. JNT - Facit Business and Technology Journal [Internet]. 2021 July [cited 2022 July 23];28(1):134-50. Available from: http://revistas.faculdadefacit.edu.br/index.php/JNT/article/view/1075

Fonseca PHN, Silva AC, Araújo LMC, Botti NCL. Autolesão sem intenção suicida entre adolescentes. Arq. bras. psicol. [Internet]. 2018 Sep-Dec [cited Mar 08];70(3):246-58. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672018000300017

Castro YAV, Couto VVD. Escuta clínica e adolescentes que se cortam: um olhar para o corpo e o vínculo materno na perspectiva da psicanálise. Revista Contextos Clínicos. 2021 Dec 14;14(3):827-49. https://doi.org/10.4013/ctc.2021.143.05

Almeida RS, Crispim MSS, Silva DS, Peixoto SPL. A prática da automutilação na adolescência: o olhar da psicologia escolar/educacional. Caderno de Graduação - Ciências Humanas e Sociais [Internet]. 2018 [cited 2022 July 23];4(3):147-60. Available from: https://periodicos.set.edu.br/fitshumanas/article/view/5322

Almeida RS, Soares VMS, Silva AA, Farias SRC, Lucena SGS, Lucena Filho VF. Automutilação no contexto escolar: reflexões a partir da psicanálise lacaniana. Conjecturas. 2022 Jan 25;22(1):706-19. https://doi.org/10.53660/CONJ-534-810

Diário Oficial da União. Lei nº 13.819, de 26 de abril de 2019 (BR) [Internet]. Institui a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio, a ser implementada pela União, em cooperação com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios; e altera a Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998. Brasília; 2019 [cited 2023 Mar 08]. Available from: https://www.gov.br/saude/pt-br/acesso-a-informacao/conselhos-e-comites/cgpnpas/atos-normativos/lei-no-13-819-de-26-de-abril-de-2019.pdf/view

Rossi LM, Marcolino TQ, Speranza M, Cid MFB. Crise e saúde mental na adolescência: a história sob a ótica de quem vive. Cad. Saúde Pública. 2019;35(3):e00125018. https://doi.org/10.1590/0102-311X00125018

Moraes DX, Moreira ES, Sousa JM, Vale RRM, Pinho ES, Dias PCS, et al. “The pen is the blade, my skin the paper”: risk factors for self-injury in adolescents. Rev. Bras. Enferm. 2020;73(suppl 1):e20200578. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-0578

Ribeiro ACOP, Leite RFD, Couto VVD. Autolesão em estudantes adolescentes de uma escola pública. REFACS. 2022 Dec 19;10(1):135-44. https://doi.org/10.18554/refacs.v10i1.5000

Polit DF, Beck CT. Fundamentos de pesquisa em enfermagem: avaliação de evidências para a prática da enfermagem. 9ª ed. Porto Alegre: Artmed; 2019. P. 456.

Souza VRS, Marziale MHP, Silva GTR, Nascimento PL. Tradução e validação para a língua portuguesa e avaliação do guia COREQ. Acta Paul Enferm. 2021;34:eAPE02631. https://doi.org/10.37689/acta-ape/2021AO02631

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2016.

Resolução Nº 466 do Conselho Nacional de Saúde, de 12 de dezembro de 2012 (BR) [Internet]. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União. 2012 Dec 12 [cited 2022 Jun 23]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Lopes LS, Teixeira LC. Automutilações na adolescência e suas narrativas em contexto escolar. Estilos da Clínicas. 2019;24(2):291-303. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v24i2p291-303

Lopes SCR, Neves APC, Silva DCS. Alteridade e educação em Direitos Humanos: por uma concepção mais humana sobre a prática da automutilação. SCIAS. Direitos Humanos e Educação [Internet]. 2021 July 14 [cited 2023 Mar 08];4(1), 231-55. Available from: https://revista.uemg.br/index.php/sciasdireitoshumanoseducacao/article/view/5264

Aragão FBG, Sousa JM, Moreira ES, Vale RRM, Caixeta MHC, Caixeta CC. Automutilação na adolescência: fragilidades do cuidado na perspectiva de profissionais de saúde mental. Enferm Foco. 2021;12(4):688-94. https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n4.4477

Moreira NC, Gonçalves RA. Perturbação mental e ideação suicida entre reclusos preventivos. Análise Psicológica. 2010;28(1):133-48. https://doi.org/10.14417/ap.259

Peh CX, Shahwan S, Fauziana R, Mahshe MV, Sambasivam R, Zhang Y, et al. Emotion dysregulation as a mechanism linking child maltreatment exposure and self-harm behaviors in adolescents. Child Abuse & Neglect. 2017 May;67:383-90. https://doi.org/10.1016/j.chiabu.2017.03.013

Ong SH, Tan ACY, Liang WZ. Functions of nonsuicidal self-injury in Singapore adolescents: Implications for intervention. Asian Journal of Psychiatry. 2017 Aug;28:47-50. https://doi.org/10.1016/j.ajp.2017.03.015

Silva AC, Botti NCL. Uma investigação sobre automutilação em um grupo da rede social virtual Facebook. SMAD, Rev. Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog. 2018 Dec 21;14(4):203-10. http://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2018.000355

Dionísio JS, Queiroz PP. Gênero e automutilação na escola básica: um estudo de caso. Revista Práxis. 2020 Sept 22;12(23):19-29. https://doi.org/10.47385/praxis.v12.n23.2837

Pereira MAO. Representação da doença mental pela família do paciente. Interface - Comunicação, Saúde, Educação. 2003 Feb;7(12):71-82. https://doi.org/10.1590/S1414-32832003000100006

Publicado

20/06/2023

Como Citar

1.
Moreira Érika de S, Sousa JM, Pinho ES, Farinha MG, Esperidião E, Caixeta CC. Multidimensionalidade de significados da automutilação na adolescência: perspectiva de adolescentes, responsáveis e profissionais de saúde. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 20º de junho de 2023 [citado 19º de maio de 2024];25:73640. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/73640

Edição

Seção

Artigo Original