Prevalência e perfil de sensibilidade de amostras de Staphylococcus aureus isoladas de casos clínicos de infecções hospitalares

Autores

  • Maria Inez Almeida Universidade Estadual de Londrina, Departamento de Enfermagem
  • João Bedendo Universidade Estadual de Maringá, Departamento de Enfermagem
  • Emerson Danguy Cavasin Hospital Universitário de Londrina
  • Maria Cristina Bronharo Tognim Universidade Estadual de Maringá, Departamento de Farmácia Bioquímica

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i2.7202

Palavras-chave:

Staphylococcus aureus, Oxacilina, Vancomicina, Infecção Hospitalar.

Resumo

Este estudo investigou a prevalência e o perfil de sensibilidade de amostras de Staphylococcus aureus isoladas de casos clínicos de infecções hospitalares, em um hospital de ensino, Londrina – Paraná, no período de 2004. Foi também comparado os resultados dos testes de susceptibilidade a oxacilina e vancomicina de 74 cepas, obtidos pelo sistema automatizado MicroScan® (Dade Bering, Sacramento, Califórnia, USA, utilizando Painéis MicroScan® PC 12 (Gram Positivo), com os resultados da técnica de  diluição em ágar com diferentes concentrações destes antimicrobianos. As  informações foram procedentes do banco de  dados das infecções hospitalares da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). As amostras de S. aureus apresentaram amplo espectro de resistência frente as drogas testadas. A taxa média de prevalência de infecções hospitalares por S. aureus foi de 16,3% e a taxa média de prevalência de amostras oxacilina resistentes foi de 70,75%. Não se detectou amostras resistentes a vancomicina pelos 2 métodos. O método de diluição em ágar confirmou a resistência a oxacilina em 65 das 74 (83,75%) e as amostras avaliadas pelo sistema MicroScan® não apresentaram diferenças estatisticamente significantes. Para o antimicrobiano vancomicina, houve concordância em 100% entre os dois métodos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

09/09/2009

Como Citar

1.
Almeida MI, Bedendo J, Cavasin ED, Tognim MCB. Prevalência e perfil de sensibilidade de amostras de Staphylococcus aureus isoladas de casos clínicos de infecções hospitalares. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 9º de setembro de 2009 [citado 22º de maio de 2022];9(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7202

Edição

Seção

Artigo Original