Histórias de vida: as parteiras tradicionais e o nascimento em casa

Autores

  • Maria Djair Dias Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Enfermagem de Saúde Pública e Psiquiatria do Centro de Ciências da Saúde

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i2.7201

Palavras-chave:

Parteira leiga, Parto domiciliar, História.

Resumo

Esta é uma pesquisa qualitativa que utilizou a História Oral como caminho para investigar o fenômeno do nascimento em casa. Trata-se de compreender o significado da experiência de cuidar da mulher durante o processo de nascimento em domicilio em uma comunidade rural nordestina, a partir da história oral de vida das parteiras tradicionais. Os resultados revelam que a história de vida dessas mulheres se inscreve em um saber milenar que ao longo do tempo oferece significativa contribuição para a construção de um novo olhar em busca da humanização das relações no contexto da saúde, embora muito desse saber tenha sido desconsiderado com a institucionalização do cuidado. Diante da diversidade do universo cultural que envolve esse saber, considerado uma prática de solidariedade, um dom de Deus, conhecer e respeitar é condição fundamental para uma aproximação real entre o saber popular e o saber cientifico. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

09/09/2009

Como Citar

1.
Dias MD. Histórias de vida: as parteiras tradicionais e o nascimento em casa. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 9º de setembro de 2009 [citado 22º de maio de 2022];9(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7201

Edição

Seção

Artigo Original