Pesquisa-cuidado de enfermagem na transição ao papel materno entre puérperas

Autores

  • Fernanda Catafesta Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
  • Kriscie Kriscianne Venturi Universidade Federal do Paraná, Departamento de Enfermagem
  • Ivete Palmira Sanson Zagonel Instituto de Ensino Superior Pequeno Príncipe
  • Marialda Martins Universidade Federal do Paraná, Departamento de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i2.7198

Palavras-chave:

Cuidados de enfermagem, Enfermagem obstétrica, Período pós-parto.

Resumo

Pesquisa que tem como objetivo desvelar as percepções do ser puérpera sobre o processo de transição a que passa por meio da consulta de enfermagem, enquanto estratégia sistematizada de cuidar-pesquisar. Estudo de abordagem qualitativa com enfoque na pesquisa-cuidado, realizado com dezenove puérperas atendidas durante a consulta de enfermagem em ambulatório de Maternidade Pública de Curitiba-PR. Utilizamos para coleta de dados entrevista semi-estruturada após a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Estes foram tratados pelo referencial da análise temática do conteúdo. Os resultados apontam que o processo gestacional sob a ótica das puérperas está carregado de mudanças físicas, alterações emocionais com preocupações futuras com o bebê, oscilações no humor e alterações na dinâmica familiar. A vivência do processo de parto e nascimento reflete sentimentos positivos e negativos, os quais são enfrentados de diferentes formas. As puérperas conseguem utilizar recursos internos e externos para superar as mudanças e evitar as crises. A transição ao papel materno inicia-se ainda durante a gestação, confirmando o vinculo mãe-filho no domínio dos distintos papéis que a nova situação exige. O cuidado transicional do enfermeiro torna-se essencial para auxiliar essa trajetória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

09/09/2009

Como Citar

1.
Catafesta F, Venturi KK, Zagonel IPS, Martins M. Pesquisa-cuidado de enfermagem na transição ao papel materno entre puérperas. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 9º de setembro de 2009 [citado 17º de maio de 2022];9(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7198

Edição

Seção

Artigo Original