Tratamento supervisionado no controle da tuberculose: potencialidades e fragilidades na percepção do enfermeiro

Autores

  • Ana Cristina de Oliveira e Silva
  • Maria Clemilde Mouta de Sousa Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Enfermagem em Saúde Pública e Psiquiatria
  • Jordana de Almeida Nogueira Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica
  • Maria Catarina Salvador da Motta Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Enfermagem em Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i2.7189

Palavras-chave:

Tuberculose, Cuidados de Enfermagem, Promoção da Saúde.

Resumo

O tratamento supervisionado (TS) caracteriza-se como um dos pilares da estratégia DOTS (Directly Observed Treatment), constituindo-se importante ferramenta para a adesão terapêutica dos doentes de tuberculose. Essa pesquisa teve como objetivo analisar as potencialidades e fragilidades do TS, na percepção do enfermeiro do Programa Saúde da Família. Optou-se por um estudo de natureza qualitativa, realizada em um distrito sanitário de João Pessoa-PB no ano de 2006. Participaram do estudo nove enfermeiras que trabalham em Unidades de Saúde da Família (USF) e realizam o tratamento supervisionado da tuberculose. Os dados foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada, e para a análise, utilizou-se a técnica de análise de conteúdo, modalidade temática. As fragilidades identificadas foram: falta de incentivos para a operacionalização do TS, o estigma da doença, o abandono ao tratamento e a dificuldade na realização dos exames laboratoriais. As potencialidades observadas foram: a medicação gratuita, a descentralização do TS para as USF e a relação de acolhimento e vínculo entre usuário-profissional. O TS caracteriza-se como uma prática capaz de ampliar a capacidade de interação e atuação do profissional enfermeiro, entretanto destaca-se a necessidade em assegurar mecanismos que privilegiem maior acessibilidade e integralidade da atenção. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

09/09/2009

Como Citar

1.
Silva AC de O e, Sousa MCM de, Nogueira J de A, Motta MCS da. Tratamento supervisionado no controle da tuberculose: potencialidades e fragilidades na percepção do enfermeiro. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 9º de setembro de 2009 [citado 17º de maio de 2022];9(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7189

Edição

Seção

Artigo Original