Busca ativa de sintomáticos respiratórios no controle da tuberculose na percepção do Agente Comunitário de Saúde

Autores

  • Jordana de Almeida Nogueira Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Antonio Ruffino Netto Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
  • Aline Aparecida Monroe Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Roxana Isabel Cardozo Gonzales Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Tereza Cristina Scatena Villa Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i1.7139

Palavras-chave:

Tuberculose, Descentralização, Sistemas de Saúde.

Resumo

A busca de sintomáticos respiratórios (BSR) é uma das prioridades do Programa Nacional de Controle da Tuberculose. Espera-se que esta atividade esteja inserida no cotidiano de trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), visando a detecção precoce de casos. O objetivo do estudo foi analisar a incorporação da BSR no controle da tuberculose sob a percepção do ACS. A coleta de dados foi realizada através do levantamento de resultados de baciloscopias antes e após a implantação da BSR no Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) e através de aplicação de questionário aos ACS. Após a implantação da BSR houve aumento de baciloscopias solicitadas nos dois primeiros meses, com decréscimo nos meses seguintes. Os aspectos que poderiam estar dificultando a sustentabilidade da BSR são de natureza operacional, relacionados ao trabalho externo do ACS, e de organização dos serviços de saúde (falta de integração entre os diferentes pontos de atenção do sistema de serviços de saúde: descontinuidade do fluxo de informação, rigidez nas rotinas/horário de envio de escarro). Conclusão: Concluiu-se que a abordagem junto às famílias é uma atividade complexa exigindo que os ACS tenham uma supervisão permanente da enfermeira ou médico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06/09/2009

Como Citar

1.
Nogueira J de A, Ruffino Netto A, Monroe AA, Gonzales RIC, Villa TCS. Busca ativa de sintomáticos respiratórios no controle da tuberculose na percepção do Agente Comunitário de Saúde. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 6º de setembro de 2009 [citado 19º de maio de 2022];9(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7139

Edição

Seção

Artigo Original