Plantas medicinais: usos e crenças de idosos portadores de hipertensão arterial

Autores

  • Célida Juliana de Oliveira Universidade Estadual do Ceará
  • Thelma Leite de Araujo Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i1.7138

Palavras-chave:

Enfermagem, Idoso, Plantas medicinais.

Resumo

O uso terapêutico das plantas tem levantado o interesse da enfermagem, pois cerca de 80% da população mundial já teve alguma experiência de utilização com fins preventivos ou curativos. Objetivamos verificar quais as plantas utilizadas por idosos na prevenção da elevação da pressão arterial ou na redução de valores já elevados, verificar o conhecimento sobre forma de preparo, reconhecimento, obtenção e conservação da planta e com quem os idosos aprenderam a utilizar tais plantas. Estudo descritivo realizado com 23 idosos de um grupo ligado a um centro de saúde de Fortaleza/CE, entre abril e julho de 2003, com a coleta realizada por meio de formulário estruturado. Foram citadas 14 plantas diferentes. O grupo demonstrou utilizar algumas plantas corretamente, ou seja, com a finalidade de prevenir, controlar ou reduzir os valores tensionais, comparando-se com os estudos farmacológicos. No entanto, não encontramos referências a algumas das plantas citadas. O maior desconhecimento identificado, e para o qual os profissionais de saúde devem atentar, foi referente à forma de preparo para uso. A partir da identificação desses comportamentos, a enfermeira deve acompanhar e incentivar o uso terapêutico das plantas, pois tal prática deve estar alicerçada no conhecimento cietífico e nas evidências de pesquisas científicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06/09/2009

Como Citar

1.
Oliveira CJ de, Araujo TL de. Plantas medicinais: usos e crenças de idosos portadores de hipertensão arterial. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 6º de setembro de 2009 [citado 24º de maio de 2022];9(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7138

Edição

Seção

Artigo Original