A vulnerabilidade do idoso para as quedas: análise dos incidentes críticos

Autores

  • Tatiana Magalhães Silva Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem
  • Adélia Yaeko Kyosen Nakatani Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem
  • Adenícia Custódia Silva e Souza Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem
  • Maria do Carmo Silva Lima Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i1.7136

Palavras-chave:

Enfermagem, Idoso, Acidentes por quedas, Estudo sobre vulnerabilidade.

Resumo

Estudo exploratório, descritivo, que objetiva caracterizar as situações de quedas em idosos em uma comunidade de Programa de Saúde da Família (PSF) de Goiânia. Os dados foram coletados por meio de entrevistas, utilizando-se a técnica de incidente crítico. A análise dos dados foi de forma qualitativa conforme preconizada pela técnica, e de acordo com os elementos que caracterizam o incidente crítico: situação, comportamento e conseqüência. Participaram 20 idosos na faixa etária de 60 a 86 anos. As situações de queda ocorreram com maior freqüência (70%) no ambiente domiciliar, demonstrando a vulnerabilidade do idoso. Os comportamentos mais freqüentes foram de independência para o autocuidado, representada por práticas de conhecimento popular. Como conseqüências prevaleceram: dor, ferimentos e alteração na mobilidade física. Os dados revelam os níveis de exigência crítica necessária para estabelecer planejamento de ação para a prevenção de quedas, no idoso. Cabe à Equipe de Saúde da Família avaliar modos de intervenção na comunidade, a partir do conhecimento dessa realidade, a fim de reduzir este evento de proporções significantes na população idosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06/09/2009

Como Citar

1.
Silva TM, Nakatani AYK, Souza ACS e, Lima M do CS. A vulnerabilidade do idoso para as quedas: análise dos incidentes críticos. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 6º de setembro de 2009 [citado 19º de maio de 2022];9(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7136

Edição

Seção

Artigo Original