Repercussões da terapia comunitária no cotidiano de seus participantes

Autores

  • Fernanda Jorge Guimarães Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem - Mestrado
  • Maria de Oliveira Ferreira Filha Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem - Mestrado

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v8i3.7079

Palavras-chave:

Terapia, Comunidade, Saúde mental.

Resumo

A reforma psiquiátrica brasileira tem apontado para um modelo de saúde de base comunitária, buscando atender a demanda de pessoas em situação de sofrimento emocional. No Brasil, a Terapia Comunitária (TC) vem sendo utilizada como tecnologia de cuidado de superação do sofrimento, favorecendo o fortalecimento e/ou a construção de vínculos, bem como de redes sociais. A partir do projeto de extensão do Departamento de Enfermagem de Saúde Pública e Psiquiatria da Universidade Federal da Paraíba, emergiu este estudo que objetivou conhecer as repercussões da Terapia Comunitária no cotidiano das pessoas, moradores da comunidade Ambulante, no Bairro de Mangabeira/ João Pessoa/ Paraíba/ Brasil. Utilizou-se o método de história oral temática, fazendo uso da técnica de entrevista para a coleta de dados, com nove participantes do grupo da Terapia Comunitária. Analisando o material empírico, identificou-se que os motivos que levaram os colaboradores a participar do grupo de TC foram: o convite feito pela equipe de saúde da família e a necessidade das pessoas em verbalizar as angústias e sofrimentos do cotidiano. As mudanças ocorridas no cotidiano dos colaboradores estão voltadas para uma maior compreensão de si e do outro e para a capacidade de transformação pessoal e social, bem como no fortalecimento dos vínculos: familiar, de amizade e espiritual. Destaca-se a construção dos vínculos de lazer, social e comunitário, a partir dos encontros de TC. Isto foi evidenciado pela conformação da rede de apoio social, a partir da mobilização dos participantes em busca de uma melhor qualidade de vida para si e para a comunidade. Consideramos que a TC se consolida como uma tecnologia de cuidado, que pode ser viabilizada pelas equipes de saúde da família, para a promoção da saúde, prevenção do sofrimento psíquico, fortalecimento de vínculos com a comunidade, construção de redes de apoio e inclusão social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01/09/2009

Como Citar

1.
Guimarães FJ, Ferreira Filha M de O. Repercussões da terapia comunitária no cotidiano de seus participantes. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 1º de setembro de 2009 [citado 25º de maio de 2022];8(3). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7079

Edição

Seção

Artigo Original