Cartilha sobre auto–exame ocular para portadores do HIV/AIDS como tecnologia emancipatória: relato de experiência

Autores

  • Joselany Áfio Caetano Universidade Federal do Ceará
  • Lorita Marlena Freitag Pagliuca Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v8i2.7039

Palavras-chave:

Materiais de Ensino, Auto-Exame Ocular, Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, Cuidado de Enfermagem.

Resumo

Este trabalho descreve a experiência da construção de uma cartilha do auto-exame ocular para portadores do HIV/AIDS e teve como objetivo desenvolver e avaliar as ações do referido auto-exame por intermédio da cartilha “Auto-exame ocular”. A testagem da cartilha foi feita por meio de grupos educativos e consulta de enfermagem, bimestralmente, seguida do exame oftalmológico. Ao nos apoiarmos nas idéias de NIETSCHE (2000), rotulamos esse material como uma tecnologia emancipatória pelo fato de trazer, a essa população, a oportunidade de se libertar de um estado de sujeição. Os resultados comprovam que os portadores de HIV/AIDS se sentem motivados a investigar problemas oculares, mas ainda falta incorporar, na vida cotidiana, o hábito de utilizar a cartilha. Mais do que oferecer passos seqüenciais para realizar a técnica do auto-exame ocular, apresentamos referenciais que auxiliam o desenvolvimento das potencialidades dos portadores do HIV/AIDS com vistas a trabalhar o autocuidado com o olho de forma dinâmica e com um aliado, o material educativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28/08/2009

Como Citar

1.
Caetano J Áfio, Pagliuca LMF. Cartilha sobre auto–exame ocular para portadores do HIV/AIDS como tecnologia emancipatória: relato de experiência. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 28º de agosto de 2009 [citado 14º de agosto de 2022];8(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7039

Edição

Seção

Artigo Original