Diagnósticos de enfermagem identificados em crianças com infecção respiratória aguda

Autores

  • Flávia Paula Magalhães Monteiro Universidade Federal do Ceará
  • Viviane Martins da Silva
  • Marcos Venícios de Oliveira Lopes Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v8i2.7036

Palavras-chave:

Infecção, Diagnóstico de enfermagem, Criança.

Resumo

Estudo transversal desenvolvido com 78 crianças com até cinco anos de idade, acometidas por infecções respiratórias agudas internadas em um hospital pediátrico de uma capital da região nordeste, com o objetivo de identificar os diagnósticos de enfermagem apresentados por estas crianças. O número de diagnósticos de enfermagem, características definidoras, fatores relacionados e fatores de risco identificados e as demais variáveis numéricas foram analisadas com base em suas medidas de tendência central e dispersão. Foram identificados um total de 26 diagnósticos de enfermagem, 43 fatores relacionados, 14 fatores de risco e 67 características definidoras diferentes. Em média, foram encontrados 5,32 diagnósticos de enfermagem; 4,10 fatores relacionados; 2,03 fatores de risco e 7,33 características definidoras. Os diagnósticos de enfermagem com maior proporção foram: padrão respiratório ineficaz, risco para crescimento desproporcional, proteção ineficaz e mucosa oral prejudicada. Conclui-se que crianças com infecções respiratórias agudas apresentam um quadro diagnóstico complexo incluindo respostas humanas de múltiplos domínios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28/08/2009

Como Citar

1.
Monteiro FPM, Silva VM da, Lopes MV de O. Diagnósticos de enfermagem identificados em crianças com infecção respiratória aguda. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 28º de agosto de 2009 [citado 24º de maio de 2022];8(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7036

Edição

Seção

Artigo Original