O ADOLESCENTE E A HOSPITALIZAÇÃO

Autores

  • Christine Ranier GUZMAN Faculdade de Enfermagem
  • Maria Aparecida Tedeschi CANO Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v2i2.690

Resumo

RESUMO: A enfermagem busca nas últimas décadas desenvolver pesquisas sobre adolescência visando a subsidiar o ensino e a assistência. Nesta pesquisa elegemos como objeto de estudo o adolescente internado. Objetivo: conhecer e analisar sua percepção com relação à equipe de enfermagem e as interferências que a internação provoca em sua vida. Metodologia: abordagem qualitativa, fundamentada em MINAYO (1996). População de estudo: quatro adolescentes, entre 13 e 17 anos, internados na clínica de ortopedia de um hospital geral, de nível terciário, em Ribeirão Preto, SP. Coleta de dados: entrevista semi-estruturada tendo como principal questionamento: "O que você acha de estar internado?". Analisamos o material coletado segundo GOMES (1994) e identificamos os núcleos de sentido: O adolescente no espaço hospitalar e A equipe de saúde. Esses núcleos nos mostraram a preocupação com a imagem corporal; desagrado com a alimentação oferecida; ociosidade; falta de recreação; descontentamento pela internação com pessoas mais velhas e falta de acolhimento pela equipe de saúde. Palavras-chave: adolescência, hospitalização, enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15/12/2006

Como Citar

1.
GUZMAN CR, CANO MAT. O ADOLESCENTE E A HOSPITALIZAÇÃO. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 15º de dezembro de 2006 [citado 6º de julho de 2022];2(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/690

Edição

Seção

Artigo Original