HIPERTENSÃO ARTERIAL: PERFIL DA MORBIDADE REFERIDA NA REGIÃO SUDOESTE DA GRANDE SÃO PAULO, 1989 - 1990.

Autores

  • Ana Luiza Lima SOUSA Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v2i1.676

Resumo

RESUMO . Estudo sobre a hipertensão arterial, como morbidade referida pela população adulta da região sudoeste da Grande São Paulo, através de banco de dados primário gerado por inquérito domiciliar de saúde realizado em 1989-1990, com 9.842 domicílios visitados, e 10.199 entrevistas realizadas. A prevalência da hipertensão foi de 18%.Em todas as faixas etárias a prevalência no sexo feminino foi maior. A prevalência está subestimada do real, pois nem todos os hipertensos conhecem sua condição. Os resultados indicam que a estrutura dos serviços de saúde não correspondem as necessidades da população no que diz respeito ao diagnóstico e tratamento de doenças crônicas. UNITERMOS: Hipertensão Arterial; morbidade referida; prevalência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14/12/2006

Como Citar

1.
SOUSA ALL. HIPERTENSÃO ARTERIAL: PERFIL DA MORBIDADE REFERIDA NA REGIÃO SUDOESTE DA GRANDE SÃO PAULO, 1989 - 1990. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 14º de dezembro de 2006 [citado 7º de julho de 2022];2(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/676

Edição

Seção

Artigo Original