FATORES SÓCIO-CULTURAIS QUE INFLUENCIAM A ALTA INCIDÊNCIA DE CESÁREAS E OS VAZIOS DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM

Autores

  • Michella F. B. CAMARA Faculdade de Enfermagem
  • Marcelo MEDEIROS Faculdade de Enfermagem
  • Maria Alves BARBOSA Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v2i1.675

Resumo

RESUMO: Gravidez e parto não se caracterizam como acontecimentos meramente biológicos sendo, também, processos sociais que refletem valores, aspectos culturais e econômicos de uma sociedade. Objetivamos neste estudo identificar fatores sócio-culturais junto às gestantes que estejam contribuindo para estes altos índices e identificar como o enfermeiro trabalha com gestantes na orientação sobre tipos de parto. Optamos por uma abordagem qualitativa utilizando as técnicas de observação e entrevista semi-estruturada junto à equipe de enfermagem de pré-natal e gestantes em instituições de saúde de Goiânia. Os resultados mostraram a dor como principal fator interferente na escolha pelo parto normal, seguindo aspectos estéticos. Observamos que a equipe de enfermagem nos serviços públicos de saúde envolve-se no processo educativo sobre parto normal junto às gestantes, porém apontamos a ausência do Enfermeiro nos serviços de pré natal em instituições particulares. unitermos: Enfermagem, Parto Cesariana, Assistência Pré-Natal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14/12/2006

Como Citar

1.
CAMARA MFB, MEDEIROS M, BARBOSA MA. FATORES SÓCIO-CULTURAIS QUE INFLUENCIAM A ALTA INCIDÊNCIA DE CESÁREAS E OS VAZIOS DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 14º de dezembro de 2006 [citado 28º de maio de 2022];2(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/675

Edição

Seção

Artigo Original