OS ENFERMEIROS E A PRÁTICA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE EM MUNICÍPIO DO INTERIOR PARANAENSE

Autores

  • Claci F. W. Rosso Faculdade de Enfermagem
  • Neusa Collet Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v1i1.659

Resumo

RESUMO: O objetivo deste estudo foi verificar a concepção de enfermeiras da rede básica municipal sobre educação em saúde, com vistas a compreender como as práticas educativas são desenvolvidas nessas unidades, assim como o envolvimento e a participação da comunidade nestas atividades. Realizamos entrevistas com enfermeiras que atuam há mais de dois anos em unidades básicas de saúde em um município do interior do estado do Paraná. Os dados empíricos foram organizados em três tópicos: a caracterização das unidades básicas, a organização do trabalho na concepção de educação em saúde e práticas educativas. Identificamos que no cotidiano as ações educativas são realizadas com a cooperação da equipe de saúde, contudo a enfermeira chama para si a responsabilidade do planejamento e avaliação, porém a educação em saúde é compreendida de forma restrita com enfoque na prevenção de doenças, almejando mudança de comportamento da população, trazendo com isso uma insatisfação nos resultados da prática cotidiana. Os resultados apontam a necessidade de transformações nas ações educativas desenvolvidas nas unidades básicas vislumbrando que a educação torne-se um dos instrumentos de emancipação dos sujeitos. UNITERMOS : Educação, Enfermagem, Educação em Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14/12/2006

Como Citar

1.
Rosso CFW, Collet N. OS ENFERMEIROS E A PRÁTICA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE EM MUNICÍPIO DO INTERIOR PARANAENSE. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 14º de dezembro de 2006 [citado 24º de maio de 2022];1(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/659

Edição

Seção

Artigo Original