Auriculoterapia em profissionais de enfermagem na pandemia do coronavírus: estudo de casos múltiplos

Autores

  • Cristiana Mattos Camargos de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Bianca Bacelar de Assis Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0003-1344-9635
  • Patrick Gonçalves Mendes Universidade Federal de Minas Gerais
  • Isamara Corrêa Lemos Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0003-3940-5024
  • Andreia Lidiane Costa de Sousa Hospital Governador Israel Pinheiro
  • Tânia Couto Machado Chianca Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0002-8313-2791

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v23.65678

Palavras-chave:

Enfermagem, Depressão, Ansiedade, Estresse Psicológico, Acupuntura Auricular

Resumo

Objetivou avaliar o efeito antes e depois de uma sessão de auriculoterapia nos níveis de ansiedade, depressão e estresse nos profissionais de enfermagem escalados para atuar na assistência durante a pandemia do coronavírus. Estudo de caso, com casos múltiplos e uma unidade de análise. Estabeleceu-se uma amostra por conveniência de 41 profissionais. Aplicou-se o instrumento de caracterização sociodemográfica e a escala de Depression, Anxiety, and Stress Scale, antes e após uma sessão de auriculoterapia com protocolo de 10 acupontos. Teste de Wilcoxon e T emparelhado foram empregados para análise. Níveis de ansiedade, depressão e estresse apresentaram resultados significativos, cujas medianas reduziram de seis para quatro (p<0,001), nas variáveis depressão e ansiedade, e a média de estresse reduziu de 19,37 para 11,95 (p<0,001).  A auriculoterapia foi efetiva na redução de distúrbios emocionais nos profissionais de enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Publicado

03-02-2021

Como Citar

1.
Oliveira CMC de, Assis BB de, Mendes PG, Lemos IC, Sousa ALC de, Chianca TCM. Auriculoterapia em profissionais de enfermagem na pandemia do coronavírus: estudo de casos múltiplos. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 3º de fevereiro de 2021 [citado 17º de setembro de 2021];23. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/65678

Edição

Seção

Artigo Original