Prevalência de anemia em escolares de escolas públicas de Maringá-PR, 2008

Autores

  • Fernanda Shizue Nishida Instituto Adventista Paranaense
  • Taqueco Teruya Uchimura Universidade Estadual de Maringá
  • Sophia Cornbluth Szarfarc Universidade de São Paulo
  • Tiago Flora Bossato
  • Nahida Ajala Carvalho
  • Nelson Shozo Uchimura Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v12i2.6430

Resumo

A anemia é um problema de saúde pública que afeta tanto países desenvolvidos quanto os em desenvolvimento. O objetivo deste estudo foi de estimar a prevalência de anemia em crianças que ingressaram no primeiro ano do Ensino Fundamental das escolas públicas do município de Maringá-PR, no ano de 2008 e os fatores associados à sua ocorrência. Estudo transversal realizado nas 57 escolas públicas de Maringá-PR, com população amostral probabilística constituída de 371 escolares. A dosagem de hemoglobina (Hb) foi feita pelo HemoCue, e a anemia classificada pelo critério estabelecido pela Organização Mundial da Saúde, Hb <11,5g/dL. Foram realizadas análises univariada e multivariada com regressão logística para as variáveis relacionadas ao evento. A prevalência da anemia foi de 39,3%. Foi verificada associação significativa entre anemia e número de filhos, verificando-se que em famílias com mais de 3 filhos a criança tem 8,6 vezes mais chance de ter a doença quando comparada à outras famílias. A prevalência da anemia nos escolares ingressantes foi elevada no município, evidenciando a necessidade de implementação e adoção de ações efetivas para sua prevenção e controle.

Descritores: Anemia Ferropriva; Saúde Escolar; Epidemiologia; Enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Shizue Nishida, Instituto Adventista Paranaense

Departamento de Enfermagem

Downloads

Publicado

05/07/2010

Como Citar

1.
Nishida FS, Uchimura TT, Szarfarc SC, Bossato TF, Carvalho NA, Uchimura NS. Prevalência de anemia em escolares de escolas públicas de Maringá-PR, 2008. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 5º de julho de 2010 [citado 28º de maio de 2022];12(2):237-44. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/6430

Edição

Seção

Artigo Original