Autocompaixão e ações de promoção à saúde mental como moderadores da ansiedade entre idosos institucionalizados

Autores

  • Beatriz Dantas Machado Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), São Carlos, São Paulo, Brasil, bia.dantasmachado@gmail.com.
  • Isabela Thaís Machado de Jesus Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), São Carlos, São Paulo, Brasil, isabela.machado1@gmail.com.
  • Patrícia Regina Manzini Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), São Carlos, São Paulo, Brasil, pmanzine@ufscar.br.
  • Lucas Pelegrini Nogueira de Carvalho Universidade de São Paulo (USP), Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, pelegrini_lucas@hotmail.com. https://orcid.org/0000-0002-5027-2042
  • Juliana de Fatima Zacarin Cardoso Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), São Carlos, São Paulo, Brasil, juzacarin@hotmail.com. https://orcid.org/0000-0001-5053-0868
  • Ariene Angelini dos Santos Orlandi Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), São Carlos, São Paulo, Brasil, arieneangelini@yahoo.com.br. https://orcid.org/0000-0002-3112-495X

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v23.63826

Palavras-chave:

Idoso, Enfermagem Geriátrica, Ansiedade, Saúde Mental, Promoção da Saúde

Resumo

Objetivou-se verificar a relação entre ansiedade, autocompaixão e ações de promoção à saúde mental de idosos residentes em Instituições de Longa Permanência. Estudo exploratório, transversal e quantitativo, realizado com 88 idosos residentes em seis instituições de cinco cidades do interior do Estado de São Paulo, entre 2016 e 2017, utilizando um questionário de caracterização dos participantes, o Mini exame do Estado Mental, o Inventário de Ansiedade de Beck e a Escala de Autocompaixão. Foram realizadas análises descritivas, correlacionais e de regressão linear múltipla pelos mínimos quadrados ordinários. Todos os cuidados éticos foram respeitados. Para cada um ponto de aumento nos escores de autocompaixão houve redução de 1,11% nos escores de ansiedade (p=0,005). Ações de promoção à saúde mental reduziram em 0,54% (p=0,043) os escores de ansiedade. Concluiu-se que a autocompaixão e as ações de promoção à saúde mental reduziram a ansiedade em idosos institucionalizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

24/03/2021

Como Citar

1.
Machado BD, Jesus ITM de, Manzini PR, Carvalho LPN de, Cardoso J de FZ, Orlandi AA dos S. Autocompaixão e ações de promoção à saúde mental como moderadores da ansiedade entre idosos institucionalizados. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 24º de março de 2021 [citado 11º de agosto de 2022];23. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/63826

Edição

Seção

Artigo Original