Refletindo a práxis voltada à abordagem integral do processo saúde-doença na formação do enfermeiro

Autores

  • Bianca Joana Mattia Universidade Comunitária da Região de Chapecó (unochapecó). Chapecó (SC), Brasil. biancajm@unichapeco.edu.br
  • Maria Elisabeth Kleba Universidade Comunitária da Região de Chapecó (unochapecó). Chapecó (SC), Brasil. lkleba@unichapeco.edu.br
  • Marta Lenise do Prado Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis (SC), Brasil. marta.lenise@ufsc.br
  • Carine Vendruscolo Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Chapecó (SC), Brasil. carine.vendruscolo@udesc.br https://orcid.org/0000-0002-5163-4789

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v22.60909

Palavras-chave:

Enfermagem, Educação Superior, Prática Profissional, Serviços de Saúde, Saúde

Resumo

Objetivo: Compreender o alcance da problematização como estratégia de formação para a abordagem integral do processo saúde- doença no cuidado prestado por egressos de um Curso de Enfermagem. Metodologia: Estudo de caso qualitativo, envolvendo professores, profissionais e gestores enfermeiros de um Curso de Enfermagem. Para coleta das informações, utilizou-se grupo focal e entrevistas individuais, totalizando 16 participantes. Os dados foram analisados seguindo o preconizado pela análise temática de conteúdo. Resultados: Os resultados atestam que a problematização é considerada estratégia favorável à formação de profissionais criativos nos serviços, promovendo o olhar ampliado em saúde, apesar de os serviços apresentarem uma visão reducionista da saúde, desafio que se coloca aos profissionais para modificarem essa realidade. Os docentes também são reconhecidos como sujeitos do processo ensino-aprendizagem. Considerações Finais: A problematização, como estratégia pedagógica durante a formação, promove o olhar ampliado dos profissionais, considerando o processo saúde-doença, favorecendo a reorientação do modelo assistencial em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde – Pró- Saúde. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2007.

Freire P. Conscientização. 3rd ed. São Paulo: Cortez; 2016.

Freire P. Pedagogia do oprimido. 59th ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 2015.

Mitre SM, Siqueira-Batista R, Girardi-de-Mendonça JM, Morais-Pinto NM, Mierelles CAB, Pinto-Porto C. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação do profissional em saúde: debates atuais. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2008 [access at: Mar. 20, 2018]; 13(supll.2):2133-44. Available at: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232008000900018. https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000900018.

Brasil. Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Departamento de Gestão da Educação na Saúde. Edital n. 1, de 14 de novembro de 2005. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2005.

Mattia BJ, Kleba ME, Prado ML. Formação em enfermagem e a prática profissional: uma revisão integrativa de literatura. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018 [access at: July 18, 2020];71(4):2157-68. Available at: https://www.scielo.br/pdf/reben/v71n4/pt_0034-7167-reben-71-04-2039.pdf. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0504.

Yin RK. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5th ed. Porto Alegre: Bookman; 2015.

Gatti BA. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. Brasília, DF: Liber Livro; 2005.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento. 14th ed. São Paulo: Hucitech; 2014.

Kleba ME. Reflexões sobre o processo de reorientação da formação dos profissionais de saúde no Brasil. In: Kleba ME; Prado MLD; Reibinitz KS, organizadores. Diálogos sobre o ensino na saúde: vivências de reorientação na formação profissional em saúde. Chapecó: Argos; 2016. p. 17-35.

Ximenes Neto FRG; Lopes Neto D; Cunha ICKO; Ribeiro MA; Freire NP; Kalinowski CE et al. Reflexões sobre a formação em Enfermagem no Brasil a partir da regulamentação do Sistema Único de Saúde. Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2020 [access at: July 24, 2020];25(1):37-46. Available at: https://www.scielosp.org/article/csc/2020.v25n1/37-46/. https://doi.org/10.1590/1413-81232020251.27702019.

Arias D, Núñez NA, Almeida N, Tonini T. Imaginarios de la educación en salud pública en enfermería. Rev Fac Nac Salud Pública [Internet]. 2015 [access at: Mar. 18, 2018];33(2):152-60. Available at: https://dx.doi.org/10.17533/udea.rfnsp.v33n2a02.

Lazzari DD, Martini JG, Arruda SN, Silva NJC. Professores ainda que enfermeiros: processo identitário de docentes de enfermagem. Rev Eletr Enferm [Internet]. 2019 [access at: July 18, 2020];21(57092):1-7. Available at: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/57092/34296. https://doi.org/10.5216/ree.v21.57092.

Backes VMS, Menegaz JC, Miranda FAC, Santos LMC, Cunha AP, Patrício SS. Lee Shulman: contribuições para a investigação da formação docente em enfermagem e saúde. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2017 [access at: Mar. 18, 2018];26(4):e1080017. Available at: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072017000400610. https://doi.org/10.1590/0104-07072017001080017.

Treviso P, Costa BEP. Percepção de profissionais da área da saúde sobre a formação em sua atividade docente. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2017 [access at: Mar. 20, 2018];26(1):e5020015. Available at: https://www.scielo.br/pdf/tce/v26n1/pt_0104-0707-tce-26-01-e5020015.pdf. https://dx.doi.org/10.1590/0104-07072017005020015.

Figueredo WN, Laitano ADC, Santos VPFA, Dias ACS, Silva GTR, Teixeira GAS. Formação didático- pedagógica na pós-graduação stricto sensu em Ciências da Saúde nas universidades federais do Nordeste do Brasil. Acta Paul Enferm [Internet]. 2017 [access at: Mar. 20, 2018];30(5):497-503. Available at: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002017000500497. https://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201700072.

Canever BP, Prado ML, Gomes DC, Backes VMS, Jesus BH. Self-knowledge of health teachers: A qualitative exploratory study. Nurse Education Today [Internet]. 2018 [access at: Mar. 20, 2018];65:54-9. Available at: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0260691718301072?via%3Dihub. https://doi.org/10.1016/j.nedt.2018.02.035.

Mühl EH. Problematização. In: Redin E; Zitkoski JJ, organizadores. Dicionário Paulo Freire. 3rd ed. Belo Horizonte: Autêntica; 2016. p. 328-9.

Makuch DMV, Zagonel IPS. Abordagem pedagógica na implementação de programas curriculares na formação do enfermeiro. Esc Anna Nery [Internet]. 2017 [access at: July 24, 2020];21(4):e20170025. Available at: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141481452017000400215&lng=en. Epub Aug 17, 2017. https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2017-0025.

Vendruscolo C, Trindade LL, Prado ML, Kleba ME. Rethinking the Health Care Model through the reorientation of training. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018 [access at: Aug. 17, 2018];71(4):1674-82. Available at: https://www.scielo.br/pdf/reben/v71s4/pt_0034-7167-reben-71-s4-1580.pdf. https://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0055.

Kahan B. Using a Comprehensive Best Practices Approach to Strengthen Ethical Health-Related Practice. Health Promot Pract [Internet]. 2012 [access at: Mar. 20, 2018];13(4):431-7. Available at: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/1524839912442515. https://doi.org/10.1177/1524839912442515.

Brehmer LCF, Ramos FRS. Experiências de integração ensino-serviço no processo de formação profissional em saúde: revisão integrativa. Rev Eletr Enferm [Internet]. 2014 [access at: Mar. 11, 2018];16(1):228-37. Available at: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/20132/16462. https://dx.doi.org/10.5216/ree.v16i1.20132.

Reibinitz KS, Kloh D, Corrêa AB, Lima MM. Reorientação da formação de enfermeiro: análise a partir dos seus protagonistas. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 2016 [access at: Mar. 20, 2018];37(esp):e68457. Available at: https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v37nspe/0102-6933-rgenf-1983-14472016esp68457.pdf. https://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2016.esp.68457.

Baragatti DY, Melo MC, Rolim ACA, Silva EM, Sherer ZAP. Representações sociais de violência e estratégias de ensino utilizadas por docentes de graduação em enfermagem. Rev Eletr Enferm [Internet]. 2017 [access at: July 18, 2020];19(a40):1-11. Available at: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/43557/24665. https://dx.doi.org/10.5216/ree.v19.43557.

Publicado

20/12/2020

Como Citar

1.
Mattia BJ, Kleba ME, Prado ML do, Vendruscolo C. Refletindo a práxis voltada à abordagem integral do processo saúde-doença na formação do enfermeiro. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 20º de dezembro de 2020 [citado 3º de março de 2024];22:60909. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/60909

Edição

Seção

Artigo Original