Fatores de risco cardiovascular modificáveis em profissionais de enfermagem do setor de cardiologia: estudo transversal

Autores

  • Amanda Bertolini Valentini Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, São Paulo, Brasil, amandabertolini32@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-6781-4709
  • Filipe Carvalho Veloso Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, São Paulo, Brasil, fcarvalhoveloso@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-7224-1968
  • Érika de Sá Vieira Abuchaim Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, São Paulo, Brasil, erika.vieira@unifesp.br https://orcid.org/0000-0002-1881-4016
  • Vinicius Batista Santos Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, São Paulo, Brasil, v.santos@unifesp.br https://orcid.org/0000-0001-5130-5523
  • Juliana de Lima Lopes Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, São Paulo, Brasil, juliana.lima@unifesp.br https://orcid.org/0000-0001-6915-6781

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v22.59914

Palavras-chave:

Doenças Cardiovasculares, Fatores de Risco, Equipe de Enfermagem

Resumo

Avaliar a prevalência dos fatores de risco cardiovascular e suas associações com as características sociodemográficas em profissionais de enfermagem. Estudo transversal, quantitativo com profissionais da equipe de Enfermagem que trabalhavam nas unidades de cardiologia de um hospital universitário de grande porte. Os fatores de risco avaliados foram: hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, dislipidemia, tabagismo, etilismo, sedentarismo, obesidade, sonolência diurna excessiva, depressão, estresse e risco de apneia obstrutiva do sono. Avaliados 122 profissionais onde o sedentarismo, seguido da sonolência diurna excessiva, obesidade e depressão foram os fatores de risco mais prevalentes. A idade e o tempo de profissão foram as variáveis com mais associação com os fatores de risco analisados. Diante da alta prevalência dos fatores de risco torna-se imperativo intervenções de promoção à saúde como incentivo à prática de atividade física e adequação a dieta saudável que além de reduzir o risco cardiovascular pode atenuar a prevalência de outros fatores de risco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

14/09/2020

Como Citar

1.
Valentini AB, Veloso FC, Abuchaim Érika de SV, Santos VB, Lopes J de L. Fatores de risco cardiovascular modificáveis em profissionais de enfermagem do setor de cardiologia: estudo transversal. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 14º de setembro de 2020 [citado 23º de maio de 2022];22. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/59914

Edição

Seção

Artigo Original