Cultura de segurança do paciente em unidades de terapia intensiva: percepção de profissionais de saúde

Autores

  • Ana Lívia Araújo Girão Instituto Doutor José Frota https://orcid.org/0000-0003-2746-4801
  • Anna Jessyca Andrade Lacerda Universidade Estadual do Ceará
  • Luana Sousa de Carvalho Universidade Estadual do Ceará
  • Letícia Martins Lousada Universidade Estadual do Ceará
  • Káren Maria Borges Nascimento Hospital Geral de Fortaleza
  • Karla Thâmysa Cruz Universidade Estadual do Ceará
  • Rhanna Emanuela Fontenele Lima de Carvalho Universidade Estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v21.50649

Palavras-chave:

Segurança do Paciente, Unidades de Terapia Intensiva, Enfermagem de Cuidados Críticos, Cultura, Equipe de Assistência ao Paciente

Resumo

Objetivou-se avaliar a percepção da cultura de segurança do paciente sob a perspectiva de profissionais de Unidades de Terapia Intensiva. Trata-se de um estudo transversal realizado com 283 profissionais de saúde de hospitais de referência do estado do Ceará. Os dados foram coletados por meio do Safety Attitudes Questionnaire, o qual busca avaliar as atitudes de segurança no exercício profissional. No escore total do questionário, entre os hospitais, observou-se variação de valores entre 63,4 a 71,5, sendo considerado valor positivo escore igual ou maior que 75. Portanto, nenhuma instituição alcançou resultados positivos. Entre os seis domínios do questionário, “Clima de segurança”, “Percepção da gerência” e “Condições de trabalho” apresentaram as médias mais baixas. Desta forma, constatou-se a necessidade de incentivo à cultura de segurança em diversos aspectos, principalmente nas atitudes gerenciais quanto à segurança do paciente e condições de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

20/09/2019

Como Citar

1.
Girão ALA, Lacerda AJA, Carvalho LS de, Lousada LM, Nascimento KMB, Cruz KT, Carvalho REFL de. Cultura de segurança do paciente em unidades de terapia intensiva: percepção de profissionais de saúde. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 20º de setembro de 2019 [citado 27º de novembro de 2022];21:50649. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/50649

Edição

Seção

Artigo Original