Inibição da lactação: (re) visitando a literatura

Autores

  • Maíra Melissa Meira Serviço de Atendimento Médico de Urgência Florianópolis
  • Sinara de Abreu Ibarra Hospital Regional de São José/SC
  • Evanguelia Kotzias Atherino dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v10.46699

Palavras-chave:

Transtorno da lactação, Desmame, Aleitamento materno

Resumo

Trata-se de um estudo descritivo, de natureza qualitativa, cujo objetivo é identificar o conhecimento que vem sendo produzido e veiculado em periódicos brasileiros e estrangeiros, acerca do tema inibição da lactação.  Foi realizada uma busca detalhada na literatura, a partir das bases de dados MEDLINE, LILACS e SciELO, assim como a busca direta aos principais periódicos de enfermagem, durante o período de 1995 a 2008, e em alguns livros-texto. Os descritores utilizados foram: transtorno da lactação e desmame; selecionou-se 10 artigos sendo posteriormente catalogados e submetidos à categorização. Além disso, pesquisou-se referências específicas e revisitou-se as recomendações atuais da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS), que incluíram normas técnicas. Após análise dos artigos, foram extraídas quatro categorias sobre a temática: indicações maternas para inibição da lactação, indicações neonatais para a inibição da lactação, métodos farmacológicos e não farmacológicos da inibição da lactação. Os resultados levam à conclusão de que apesar das técnicas e indicações da inibição da lactação serem relevantes para o cuidado de enfermagem às nutrizes e recém-nascidos, existe uma lacuna nas produções científicas acerca do tema e controvérsias entre os protocolos normativos adotados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maíra Melissa Meira, Serviço de Atendimento Médico de Urgência Florianópolis

Enfermeira Assistencial do Serviço de Atendimento Médico de Urgência Florianópolis. Mestranda em Assistência de Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina. Especialista em Enfermagem em Emergência e Terapia Intensiva, Biossegurança e Formação Pedagógica na Área da Saúde, Membro do Grupo de Pesquisa EDEN da PEN/UFSC. Especializanda do Curso de Enfermagem Obstétrica da UFSC/2006. Florianópolis/SC E-mail: mairamel@hotmail.com.


Sinara de Abreu Ibarra, Hospital Regional de São José/SC

Enfermeira Assistencial da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional de São José/SC. Especializanda do Curso de Enfermagem Obstétrica da UFSC/2006. E-mail: sinaraabreu@hotmail.com.

Evanguelia Kotzias Atherino dos Santos, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora Adjunto do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Orientadora do estudo. Membro e Líder do Grupo de Pesquisa em Enfermagem na Saúde da Mulher e RN da PEN/UFSC. E-mail: gregos@matrix.com.br.


Downloads

Publicado

04/05/2017

Como Citar

1.
Meira MM, Ibarra S de A, Santos EKA dos. Inibição da lactação: (re) visitando a literatura. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 4º de maio de 2017 [citado 27º de maio de 2022];10(3). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/46699

Edição

Seção

Artigo de Revisão